O que é uma Cintigrafia? Para que é usada?

Fonte: 

Tradão e Edição de Imagem Científica:

 

Adaptação Científica:

Dr. André Carvalho

Validação Científica:

Prof. João Lima

Leia o artigo aqui:

O que é?
A cintigrafia é uma sofisticada técnica de imagiologia médica que utiliza uma pequeníssima dose de uma substância química radioactiva (radiofármaco). Esta substância funciona como um marcador que ajuda a detectar a presença de cancros, traumatismos, infecções ou outras doenças. Numa cintigrafia, o radiofármaco é geralmente administrado por via endovenosa, permitindo que a substância seja transportada pela circulação sanguínea até ao órgão que se pretende visualizar, como a tiroideia, o coração, os ossos, o fígado, os rins, etc… Existe assim uma grande diversidade de cintigrafias porque a diferente constituição química dos múltiplos radiofármacos disponíveis permite a sua correspondente acumulação em diferentes órgãos. Os radiofármacos emitem raios gama (semelhantes aos raios X) que são detectados por um equipamento especial chamado câmara gama. Após essa detecção, os dados obtidos são analisados por um computador que produz uma imagem do órgão que se pretende estudar. Os locais do órgão onde existem alterações captam o radiofármaco de uma forma diferente do considerado como normal e isso tem uma tradução na imagem cintigráfica (cintigrama). Em medicina nuclear existem múltiplas técnicas e metodologias disponíveis, habitualmente agrupadas em dois grandes grupos: medicina nuclear convencional (cintigrafia planar e SPECT) e tomografia por emissão de positrões (PET e PET/CT).

Para que é usada? 
As cintigrafias são exames realizadas frequentemente para a detecção de cancro, para verificar se o cancro se disseminou (metastizou) para outros órgãos como os ossos ou o fígado, bem como para avaliar a eficácia de um tratamento instituído contra o cancro. Outra razão comum para a realização destes exames consiste na avaliação da função de múltiplos órgãos como a tiroideia, o coração, o fígado, os rins, etc…

A cintigrafia óssea, por exemplo, é muitas vezes realizada para procurar identificar sinais de um cancro que tenha metastizado para os ossos a partir de outro local do corpo como a mama, o pulmão ou a próstata. A cintigrafia óssea pode igualmente identificar a presença de cancros com origem nos próprios ossos. Pode também permitir estudar situações não cancerosas, como infecções ósseas ou das articulações, bem como fracturas ósseas que possam não ser evidentes ou que sejam difíceis de diagnosticar por outros meios de diagnóstico.

Preparação
Uma vez que os organismos mais jovens como os embriões, fetos e crianças pequenas, são mais sensíveis aos efeitos das radiações ionizantes, torna-se necessário ter um cuidado particular nestas situações. A doente deve comunicar ao médico se estiver grávida ou se existir possibilidade disso se verificar. Deve ainda comunicar ao médico se estiver a amamentar, uma vez que alguns dos radiofármacos utilizados podem ser eliminados através do leite materno.

A realização de algumas cintigrafias implica a suspensão de medicamentos que o doente pode estar a tomar. Em algumas cintigrafias torna-se necessário tomar certos medicamentos específicos como preparação para o exame. Deverá obter previamente informações de pormenor junto ao seu médico assistente ou junto ao Serviço de Medicina Nuclear onde vai realizar o exame.

Antes de efectuar uma cintigrafia, o doente deve retirar objectos que possam interferir com a detecção da radiação (por exemplo: jóias, relógio, pulseiras, etc..).

Como é realizada
De um modo geral, uma cintigrafia é um exame realizado em regime ambulatório, num hospital ou em instalações apropriadas para o efeito (Serviços de Medicina Nuclear). O radiofármaco é habitualmente injectado numa das veias do doente, geralmente no braço. No entanto, em alguns tipos de cintigrafia o radiofármaco é adminsitrado por outras vias (oral, inalatória, subcutânea, etc..). Habitualmente o exame inicia-se logo após a administração do radiofármaco. Porém, em algumas cintigrafias pode ser necessário aguardar algum tempo até que exista uma concentração adequada do radiofármaco no órgão a estudar. Muitos centros permitem que os doentes se ausentem durante esse período e que regressem mais tarde para concluir o exame. Para a obtenção das imagens cintigráficas o doente deve deitar-se na própria cama do equipamento (câmara-gama). A câmara gama detecta a radiação emitida pelo corpo do doente sem lhe tocar. Depois deste procedimento, o doente pode retomar as suas actividades normais sem necessidade de qualquer cuidado particular.

Seguimento
Após a interpretação dos dados obtidos na sua cintigrafia, efectuada por um médico especialista em Medicina Nuclear, um relatório com as correspondentes imagens (cintigramas) será disponibilizado ao seu médico assistente.

Riscos
Os radiofármacos usados nas cintigrafias são seguros e rapidamente eliminados do organismo. O nível de radiação envolvida é da mesma ordem de grandeza, ou inferior, que o de algumas radiografias convencionais.

Quando contactar o seu médico
O doente deve contactar o seu médico se sentir dores ou notar o aparecimento de eritema ou de edema no local da injecção.

Informação Adicional
Alto Comissariado da Saúde

Sociedade Portuguesa de Medicina Nuclear

Serviço de Medicina Nuclear dos Hospitais da Universidade de Coimbra

Associação Europeia de Medicina Nuclear

Sociedade Britânica de Medicina Nuclear

Sociedade Espanhola de Medicina Nuclear (SEMN)

Sociedade Brasileira de Biologia, Medicina Nuclear e Imagem Molecular

Sociedade de Medicina Nuclear (Estados Unidos da América)
About these ads

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 181 outros seguidores

%d bloggers like this: