Na prevenção das infecções urinárias os antibióticos são superiores à uva-do-monte.

Fonte: 

Tradão e Edição de Imagem Científica:



Leia o artigo aqui:

Um estudo recente demonstrou que os antibióticos são mais eficazes para a prevenção das infecções urinárias do que os comprimidos de uva-do-monte. Mas tomar antibióticos conduziu igualmente a mais bactérias resistentes. O estudo incluiu 221 mulheres. Todas elas tinham tido pelo menos três infecções urinárias no último ano. Elas foram divididas aleatoriamente em dois grupos. Um grupo tomou dois comprimidos de uva-do-monte por dia e um comprimido de placebo. O outro grupo tomou trimetoprim-sulfametoxazol.Estas mulheres tomaram um comprimido de antibiótico e dois comprimidos de placebo por dia. As mulheres não sabiam qual o medicamento que estavam a tomar. No ano seguinte, as mulheres que tomaram o antibiótico tinham tido uma média de duas infecções urinárias. A média foi de quatro infecções com os comprimidos de uva-do-monte. Durante o primeiro mês, 85% das mulheres que tomaram o antibiótico tinham E. coli resistentes. As bactérias E. coli constituem a causa mais comum de infecções urinárias. A resistência foi inferior a 30% nas mulheres que tomaram comprimidos de uva-do-monte. A revista Archives of Internal Medicine publicou o estudo e a HealthDay News e o serviço de notícias da Reuters Health escreveram sobre ele em 25 de Julho.

Qual é a reacção do médico?
As infecções urinárias nas mulheres são muito comuns. Quase 50% das mulheres apresentam pelo menos uma infecção urinária ao longo da sua vida. E quando uma mulher apresenta uma infecção urinária, o risco de vir a ter outra é de cerca de 25%. A maior parte das infecções urinárias são simples cistites, isto é, infecções da bexiga, causadas por bactérias.

A E. coli causa mais infecções urinárias do que quaisquer outras bactérias. A E. coli apresenta uma superfície aderente, o que facilita a fixação destas bactérias à superfície interna da uretra e da bexiga. A uretra é o tubo que transporta a urina para fora do corpo. As mulheres têm uretras curtas, pelo que a E. coli apenas tem de viajar uma pequena distância para alcançar a bexiga. Esta é uma das razões principais para as infecções urinárias serem muito mais comuns nas mulheres do que nos homens.
Algumas mulheres apresentam infecções da bexiga frequentes. Quando as mulheres têm três ou mais infecções urinárias por ano, os médicos proporcionam geralmente uma dose diária de um antibiótico como prevenção, mas muitas mulheres preferem não tomar antibióticos diariamente e têm muito boas razões para hesitar. A utilização regular de antibióticos resulta em:

  • Bactérias resistentes, que são muito mais difíceis de tratar
  • Infecções fúngicas persistentes
  • Outros efeitos secundários, incluindo erupções cutâneas e diarreia.

Os produtos naturais contendo uva-do-monte demonstraram diminuir o risco de infecções urinárias de repetição em algumas mulheres.
 A uva-do-monte contém uma substância química denominada proantocianidina de tipo A. Esta substância é eliminada pela urina e torna as E. coli menos aderentes. Assim, um menor número destas bactérias adere à superfície interna da uretra e da bexiga. Em algumas mulheres, isto traduz-se por um menor número de infecções urinárias.

Assim sendo, o que é melhor para prevenir as infecções urinárias frequentes nas mulheres ― um produto com uva-do-monte tomado diariamente ou um antibiótico? Um estudo recente procura responder a esta pergunta. As mulheres incluídas no estudo tinham uma história de infecções urinárias frequentes. Os investigadores compararam as cápsulas de uva-do-monte administradas duas vezes por dia com um antibiótico diário. Neste caso, o medicamento usado foi o trimetoprim-sulfametoxazol.

O antibiótico venceu, prevenindo mais infecções urinárias do que as cápsulas de uva-do-monte. A revista Archives of Internal Medicine publicou este estudo em 25 de Julho.
Mas as bactérias que emergiram nas mulheres que tomaram um antibiótico diário apresentavam uma probabilidade três vezes superior de serem resistentes aos antibióticos.

Que alterações poderei fazer agora?
As mulheres podem ajudar a diminuir o seu risco de contraírem uma primeira infecção urinária e infecções urinárias de repetição se seguirem as seguintes práticas:

  • Urinar antes e depois de terem relações sexuais.
  • Praticar uma boa higiene genital, mas sem esfregar.
  • Limpar-se sempre da frente para trás e não de trás para a frente.
  • Ingerir mais líquidos para aumentar o débito urinário (mas note que a evidência científica da verdadeira utilidade desta medida é fraca).


Os produtos naturais contendo uva-do-monte constituem uma opção razoável para as mulheres com infecções urinárias frequentes. Determinadas mutações genéticas podem ajudar as E. coli a aderirem às células que revestem a uretra.
Neste estudo, as mulheres tomaram cápsulas contendo 500 mg de extracto de uva-do-monte, mas isto pode não ser suficiente. Ainda não foram estabelecidas quais as doses mais eficazes e mais seguras.
A uva-do-monte não resulta na maior parte das mulheres com três ou mais infecções urinárias por ano. Os antibióticos são altamente eficazes na prevenção destas infecções repetidas. A administração dos comprimidos diariamente irá constituir a opção mais eficaz. No entanto, irá claramente apresentar o risco mais elevado de causar bactérias resistentes. Existem estratégias alternativas que podem igualmente resultar. Pode tomar o antibiótico:

  • Em dias alternados ou três vezes por semana
  • Após ter relações sexuais (se isso parecer ser a causa da infecção)
  • Apenas um ou dois dias quando ocorrem sintomas.

No entanto, é pouco claro se qualquer destas estratégias irá impedir as bactérias de se tornarem resistentes.

O que poderei esperar ao olhar para o futuro?
Os investigadores estão a fazer progressos no desenvolvimento de vacinas para prevenir as infecções urinárias. Verificou-se algum sucesso em animais. No entanto, não se sabe quando é que poderá estar disponível uma vacina para os seres humanos.

05 de Agosto de 2011

About these ads

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 177 outros seguidores

%d bloggers like this: