Icterícia do recém-nascido


Profª Dora Brites


Prof. Rui Silva

A icterícia do recém-nascido, ou hiperbilirrubinémia neonatal, é uma condição frequente nos primeiros dias após o nascimento. Manifesta-se pelo aparecimento de cor amarela nos olhos e na pele do bebé. Na maior parte dos casos, esta coloração verifica-se dois a três dias após o nascimento, observando-se primeiro na face e podendo progredir para o peito, abdómen e finalmente, as pernas.

 Em geral, a icterícia neonatal é um fenómeno fisiológico normal e não causa problemas de maior. No entanto, em alguns recém-nascidos, a hiperbilirrubinemia pode ser mais acentuada havendo o risco de determinar o aparecimento de lesões cerebrais graves e permanentes, podendo até levar à morte.

 Uma vez que muitos bebés saem da maternidade com 1 ou 2 dias de vida, é importante que os pais ou o pediatra estejam atentos ao aparecimento da icterícia durante os primeiros dias após o regresso a casa. Assim, os pais que detectem uma coloração amarela na pele ou nos olhos do seu bebé devem contactar o seu pediatra/neonatologista ou regressar ao hospital para averiguar a causa e o grau de icterícia.

 O médico poderá utilizar um aparelho para avaliar a cor da pele do bebé e/ou colher uma pequena amostra de sangue do seu calcanhar para medir a concentração da substância responsável pela cor amarela, a bilirrubina. A gravidade da icterícia é determinada pela quantidade de bilirrubina presente no sangue, com a altura em que ela aparece e com a presença de outras condições clínicas e factores de risco.

 As causas da icterícia fisiológica do recém-nascido são relativamente bem conhecidas e devem-se à elevação da bilirrubina no sangue do bebé. A bilirrubina é um pigmento amarelo produzido pela eliminação normal dos glóbulos vermelhos do sangue durante o seu processo de renovação. Contudo, no caso dos recém-nascidos, a hemoglobina presente no seu sangue é produzida antes do nascimento (vida fetal) e é diferente da do indivíduo adulto. Quando o bebé nasce, os glóbulos vermelhos contendo esta hemoglobina são rapidamente destruídos pelo organismo do bebé e substituídos por outros que contêm agora hemoglobina semelhante à do adulto. Este processo origina uma grande quantidade de bilirrubina que terá que ser eliminada do organismo pelo fígado. No entanto, o fígado do bebé ainda está imaturo e a sua capacidade para eliminar a bilirrubina encontra-se diminuída. Assim, em resultado da maior produção de bilirrubina e da reduzida capacidade hepática para a eliminar, a bilirrubina aumenta em circulação e chega aos tecidos. Após uma a duas semanas, com o fim da destruição dos glóbulos fetais e a aquisição de regular funcionalidade do fígado, as concentrações de bilirrubina descem para os valores normais.

 Especial atenção deve merecer o bebé prematuro uma vez que a sua capacidade para eliminar a bilirrubina está ainda mais diminuída. Realmente, se a icterícia do recém-nascido, quando fisiológica, não é habitualmente razão para preocupação, nestes bebés e noutros por razões não completamente esclarecidas, mas também na presença de hipoxia, ou prolongado tempo de exposição, existe uma acrescida vulnerabilidade à bilirrubina, mesmo para valores inferiores ao considerado de risco no bebé de termo que é de 20 mg/dl. Se não tratada, ou se a eficácia do mesmo não for atingida, a bilirrubina poderá vir a danificar as células nervosas causando, por exemplo, surdez ou paralisia cerebral.

 O tratamento mais comum, a fototerapia, consiste na irradiação da pele do bebé com luz geralmente “azul” que degrada a bilirrubina acumulada e a torna capaz de ser excretada pelo fígado, mesmo se imaturo, e pelo rim. Em casos mais complicados, quando a fototerapia não se revela suficientemente eficaz na redução dos teores elevados de bilirrubina, torna-se necessário fazer a substituição do sangue do bebé pelo de um dador compatível, procedimento denominado de exsanguíneo-transfusão.

 Em resumo, deverá contactar imediatamente o seu médico sempre que o seu bebé apresente uma coloração amarela da pele e/ou olhos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: