O que é uma Amniocentese?

Fonte: 

Tradão e Edição de Imagem Científica:

 

Adaptação Científica:

Drª.Carolina Vaz Macedo

Validação Científica:

Prof. Luis Graça

Leia aqui o artigo:

O que é?

A amniocentese é um exame no qual se utiliza uma agulha para obter uma amostra de líquido amniótico, que é o líquido que envolve o feto em desenvolvimento durante a gravidez. O exame das células fetais encontradas neste líquido pode revelar a presença de síndrome de Down ou de outros problemas cromossómicos no bebé. Em casos particulares, a amniocentese pode igualmente revelar se os pulmões do bebé estão suficientemente maduros para lhe permitir sobreviver se tiver de nascer imediatamente.

A amniocentese é frequentemente recomendada nas grávidas com idade superior a 35 anos, nas mulheres que têm um rastreio bioquímico ou combinado anormal durante a gravidez ou nas grávidas que têm (ou cujos cônjuges têm) uma história familiar de determinadas doenças ou de malformações congénitas.
Existe um outro exame, a biópsia de vilosidades coriónicas, que proporciona uma informação semelhante e que pode ser realizado numa fase mais precoce da gravidez. O médico pode ajudar a grávida a decidir qual o exame mais apropriado para cada caso.
Preparação
A grávida deve ter uma informação detalhada por parte do seu médico sobre o exame e colocar todas as suas dúvidas no que respeita à realização da amniocentese. Este procedimento pode ser efectuado a partir da 14ª (em alguns centros, 16ª) semana de gravidez para procurar identificar quaisquer anomalias fetais. Para avaliar o desenvolvimento pulmonar fetal, este exame é realizado numa fase mais tardia, durante o terceiro trimestre.
A grávida deve comunicar previamente ao médico se alguma vez teve uma reacção alérgica à lidocaína ou aos medicamentos anestésicos utilizados no consultório do dentista. A mulher deve esvaziar a bexiga imediatamente antes do exame.
Como é realizado
A grávida deve expor o abdómen e deitar-se de costas numa marquesa. É realizada uma ecografia para revelar a localização do feto e da placenta. A parte inferior do abdómen é limpa com um produto anti-bacteriano. Em alguns casos, o médico usa uma pequena agulha para injectar um medicamento anestésico imediatamente sob a pele, para que a grávida não sinta, mais tarde, a agulha utilizada para efectuar a amniocentese. Uma vez que a agulha de biópsia não causa uma sensação de picada muito maior do que o anestésico propriamente dito, nem todos os médicos incluem este passo.
Uma agulha com 12 a 15 centímetros de comprimento é inserida através da pele e dos músculos do abdómen, bem como através da parede do útero. É então ligada uma seringa à agulha para obter uma amostra de líquido. Os batimentos cardíacos do feto e a pressão arterial e a frequência cardíaca da grávida são avaliados no início e no final do procedimento. A totalidade do procedimento demora aproximadamente 30 minutos.
Riscos
A maior parte das mulheres sentem, durante algumas horas, dores ligeiras na região pélvica e, num pequeno número de casos, irão ter uma hemorragia vaginal ligeira. Aproximadamente uma em cada 100 mulheres irá apresentar uma perda temporária de líquido amniótico através da vagina que, geralmente, não causa problemas.
Existe um risco de aborto associado à amniocentese, podendo esta complicação ocorrer em aproximadamente uma em cada 200 a 400 casos, dependendo, em parte, da altura da gravidez em que o exame é realizado e do nível de experiência do médico que executa o procedimento. Outros riscos (tais como a infecção ou uma lesão do feto que não cause aborto) são extremamente raros.
Seguimento e cuidados
No caso das grávidas Rh negativo, se existir a possibilidade de o Rh do feto ser incompatível com o da mãe (isto é, o progenitor masculino ser Rh positivo), a grávida deverá receber uma injecção de um medicamento denominado imunoglobulina anti-Rh para proteger o bebé de complicações. Esta injecção pode ser efectuada nos 2-3 dias anteriores ou posteriores à amniocentese.
Se ocorrer hemorragia vaginal, perda de líquido ou dores abdominais fortes, o médico deve ser alertado imediatamente. Os médicos geralmente recomendam evitar praticar exercício físico e não ter relações sexuais no dia do procedimento.
Tempo até ao resultado
A análise cromossómica da amostra de líquido amniótico demora entre 10 dias e 3 semanas, mas os resultados de alguns exames rápidos para as alterações cromossómicas mais frequentes podem ser disponibilizados mais cedo.
Informação adicional
Associação Portuguesa de Diagnóstico Pré-Natal
Alto Comissariado da Saúde
Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: