Perguntas frequentes sobre os filhos com 4 anos de idade

Fonte:

Tradão e Edição de Imagem Científica:

 

Adaptação Científica:

Dr. Nuno Ferreira

Validação Científica:

Prof. Jeni Canha

Como é que consigo que o meu filho deixe de chuchar no dedo?
Os bebés nascem com necessidade de fazer movimentos de sucção (por exemplo, chuchar no dedo), o que lhes proporciona tanto nutrição como conforto. A maior parte das crianças deixam de chuchar no dedo ou na chucha antes dos 3 a 4 anos, mas até um terço das crianças em idade pré-escolar e mesmo algumas crianças mais velhas continuam a chuchar no polegar durante, pelo menos, parte do dia. Para estas crianças, chuchar no dedo pode ajudar a aliviar o stress e pode constituir uma actividade calmante e relaxante, especialmente ao adormecer.

No entanto, chuchar no dedo com frequência depois dos 4 anos de idade pode representar um sinal de insegurança ou de outros problemas emocionais. Pode igualmente conduzir a problemas dentários. Além disso, algumas crianças podem ser humilhadas pelo facto de chucharem no dedo, tanto pelas outras crianças como pelos adultos, o que geralmente conduz a problemas ao nível da auto-estima.

Existem medidas específicas que pode tomar para ajudar o seu filho a deixar de chuchar no dedo, mas tenha em mente que elas apenas serão bem-sucedidas se o seu filho quiser abandonar este hábito. Tente mostrar-se simpática e prestar apoio e não critique nem castigue a criança. Os lembretes delicados podem ser suficientes para reduzir a frequência do hábito. Pergunte ao seu filho como gostaria de ser recordado no caso de se esquecer, como, por exemplo, com um gesto ou com uma palavra “secreta”. Elogie os seus esforços e procure proporcionar-lhe pequenas recompensas por se recordar de não chuchar no dedo. As luvas ou as meias colocadas nas mãos durante a noite irão recordar apenas a criança e não a expõe a ser humilhada por outras pessoas.

Se o seu filho continuar a chuchar no dedo apesar destas intervenções ou se o facto de chuchar no dedo estiver a interferir com as suas amizades ou actividades, discuta o problema com o pediatra. Se tiver algumas preocupações relativamente aos seus dentes, marque uma consulta para o dentista.

Como é que ensino ao meu filho que atitude tomar em relação a estranhos?

Infelizmente, o dito antigo “Nunca fales com estranhos” não é suficiente para manter as crianças em segurança. As crianças podem sentir-se confusas em relação ao significado da palavra “estranho”. As crianças observam os pais a falar com estranhos todos os dias, na mercearia, na bilheteira, mesmo à porta de casa. As crianças podem igualmente pensar que os estranhos são homens grandes e assustadores que se vestem com roupas escuras e que as espreitam na sombra.
É importante proporcionar às crianças instruções específicas sobre aquilo que devem fazer se uma pessoa que não conhecem se aproximar delas. Eis algumas sugestões de mensagens claras que pode transmitir ao seu filho:

  • Nunca ir onde quer que seja, e seja com quem for, mesmo que conheça a pessoa, a menos que a mãe ou o pai digam que SIM.
  • Nunca aceitar prendas de uma pessoa que não conhece.
  • Nunca entrar num carro com uma pessoa, mesmo que a conheça, a menos que a mãe ou o pai digam que SIM.
  • Se uma pessoa desconhecida oferecer um doce ou convidar para um passeio, fugir e gritar bem alto: “Eu não o conheço” ou “Este não é o meu pai” ou “Esta não é a minha mãe”.
  • Dizer à mãe ou ao pai se uma pessoa desconhecida o convidar para um passeio ou lhe oferecer uma prenda, lhe tocar ou procurar estabelecer amizade.

Recorde regularmente ao seu filho que não deve ter vergonha de fugir de um desconhecido. Diga-lhe que NÃO FAZ MAL não ser educado para com um adulto que não conhece.
Comece a transmitir precocemente e com frequência estas mensagens ao seu filho para que fiquem bem enraizadas na sua mente.

O meu filho gagueja e pronuncia as palavras de forma incorrecta. O que devo fazer?

Todas as crianças pronunciam palavras incorrectamente enquanto estão a aprender a falar. Por volta dos quatro anos de idade, a maior parte das crianças pronuncia a maior parte das palavras correctamente, mas ainda pode ter dificuldade com alguns sons. A gaguez faz igualmente parte do desenvolvimento normal da fala de algumas crianças.

A gaguez, isto é, uma interrupção do fluxo normal da fala, é notada habitualmente pela primeira vez entre os 2 e os 5 anos de idade embora, por vezes, possa ser notada logo a partir dos 18 meses. Muitos casos de gaguez persistem apenas durante alguns meses e a maior parte das crianças que gagueja irá deixar completamente de o fazer antes do final da infância. As raparigas e os rapazes apresentam uma probabilidade idêntica de gaguejar durante a infância, mas os rapazes têm uma maior probabilidade de continuar a gaguejar para além da infância. Apenas cerca de 1% das crianças desenvolvem uma gaguez crónica que se prolonga pela idade adulta.

Se estiver preocupada com o facto do seu filho parecer estar a gaguejar ou a pronunciar incorrectamente muitas palavras, fale com o seu médico. Ocasionalmente, o médico pode referenciar a criança para um especialista (uma pessoa que se dedica à terapia da fala/linguagem) para avaliação adicional.

Se o seu filho gaguejar, pode ser útil tomar as seguintes medidas em casa:

  • Fale com o seu filho lentamente e de uma forma clara.
  • Mantenha o contacto visual com o seu filho e utilize expressões faciais e outra linguagem corporal para além das palavras para comunicar com ele.
  • Seja um ouvinte paciente e atento.
  • Não termine as palavras ou as frases do seu filho e não o interrompa.
  • Não pressione o seu filho para falar com estranhos ou para representar em público.
  • Se a vida do seu filho for stressante em casa ou na escola, conjugue os seus esforços com os de outros familiares ou dos professores no sentido de lhe proporcionar um ambiente mais relaxado.
Advertisements

Uma resposta to “Perguntas frequentes sobre os filhos com 4 anos de idade”

  1. Edição da Manhã, Sic Notícias Perguntas Frequentes sobre Crianças pela Prof.ª Teresa Bandeira « Programa Harvard Medical School – Portugal Says:

    […] o artigo aqui: Perguntas frequentes sobre os filhos com 4 anos de idade Share this:TwitterFacebookGostar disto:GostoBe the first to like this . Na categoria Pais e […]


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: