Perfuração do Tímpano

Fonte:

 

Tradão e Edição de Imagem Científica:

Adaptação Científica:

Dr. Nuno Ferreira

Validação Científica:

Drª Luísa Monteiro

O que é?

O tímpano é uma membrana extremamente fina que separa o canal auditivo externo (a parte do ouvido que está aberta para o exterior) do ouvido médio. O tímpano, também conhecido por membrana timpânica é uma parte importante do sistema auditivo. As ondas sonoras fazem com que o tímpano vibre em resposta às vibrações acústicas, o que desencadeia o processo de conversão das ondas acústicas num impulso que é transmitido para o cérebro que o reconhece na forma de som.

O tímpano é delicado e pode facilmente sofrer uma perfuração, na maioria das vezes causada por uma infecção do ouvido médio (ou otite média), mas que também pode ficar a dever-se a outros tipos de trauma, incluindo:

  • A inserção de um objecto, como um cotonete ou um palito, de forma demasiado profunda no ouvido
  • Um ruído muito alto, como uma explosão
  • Um traumatismo craniano
  • Um golpe aplicado no ouvido
  • Uma lesão no ouvido causada por alterações súbitas na pressão atmosférica (barotraumas), como pode suceder durante uma viagem de avião ou em actividades de mergulho

Manifestações clínicas

Os sintomas de uma perfuração do tímpano incluem:

  • Dores de ouvidos
  • Perda súbita – total ou parcial – de audição
  • Sangramento ou descarga de fluidos através do canal auditivo

O grau de perda de capacidade auditiva depende da extensão da perfuração e do que a causou. Um traumatismo na zona do ouvido ou na cabeça pode lesar o ouvido médio, o ouvido interno ou ambos, e pode causar uma incapacidade auditiva grave. Se o tímpano tiver sido perfurado pelo som de uma explosão, a vítima pode experienciar um zumbido nos seus ouvidos (tinitus) durante dias, bem como perda de audição. No caso de esta perfuração do tímpano infectar, a perda de audição pode agravar-se.

Diagnóstico

O seu médico fará uma observação cuidada do interior do seu ouvido utilizando um aparelho chamado otoscópio para verificar se existe uma perfuração do tímpano. De seguida testará a sua audição. Se o médico suspeitar da existência de uma perfuração do tímpano mas não a conseguir certificar visualmente, ele poderá confirmar o diagnóstico injectando uma pequena quantidade de ar comprimido para o interior do ouvindo utilizando um aparelho especialmente concebido para o efeito.

Evolução clínica

Na maioria dos casos uma perfuração do tímpano resolve em poucas semanas, havendo algumas que levam até dois meses a curar. A exposição à água ou um novo trauma podem atrasar o processo de cura. Mais ainda, se o ouvido infectar ao longo deste período, a probabilidade de a perfuração fechar por si mesma é bastante menor. Perfurações maiores ou perfurações que não curam por si mesmas poderão requerer uma intervenção cirúrgica.

Prevenção

Há diversos cuidados que pode tomar a fim de evitar a perfuração de um tímpano:

  • Pode reduzir o risco de sofrer uma perfuração do tímpano evitando infecções na zona do ouvido médio. De modo a minimizar a possibilidade de infecção, procure controlar certos factores ambientais – como a exposição ao fumo de tabaco ou a alergénicos – e evite contacto próximo com pessoas que apresentem sinais de uma gripe ou constipação. As crianças podem ainda ser imunizadas contra duas das bactérias (a Haemophilus influenzae e a Streptococcus pneumoniae) que mais frequentemente causam infecções do ouvido médio.
  • Não insira cotonetes profundamente no canal auditivo durante a limpeza dos ouvidos, pois tal pode danificar o tímpano.
  • Se porventura um objecto entrar no seu ouvido, remova-o com a ajuda de um médico de modo a minimizar o risco de infligir uma lesão no aparelho auditivo. Não tente você mesmo remover o objecto, a menos que o consiga ver claramente, que seja mole e que o consiga retirar facilmente.

Tratamento

Se a perfuração do tímpano for de reduzidas dimensões, o seu médico poderá somente vigiar a evolução, tendo o doente apenas que tomar antibióticos de modo a prevenir a ocorrência de uma qualquer infecção durante o período de cura do ouvido. Não permita a entrada de água no ouvido afectado e evite assoar o nariz, dado que isso pode causar alteração na pressão do ar no ouvido e interromper a cicatrização.

Algumas perfurações podem ser resolvidas por um otorrinolaringologista (médico especialista em ouvidos, nariz e garganta). Este aplicará uma fina película sobre o seu tímpano, combinando-a com um produto químico que potencia e facilita o seu processo de cicatrização.

Caso o tímpano não cicatrize ao fim de dois meses, o seu médico poderá recomendar uma cirurgia designada por timpanoplastia, que consiste em utilizar um enxerto de tecido removido de outra zona do corpo do doente para reparar o tímpano. Este é normalmente um procedimento feito sob anestesia geral e com uma taxa de êxito bastante elevada.

Enquanto o seu ouvido recupera da cirurgia, mantenha-o seco usando pequenas bolas de algodão cobertas com Vaselina para o isolar da água durante o duche ou banho ou tampões apropriados. Evite ainda assoar o nariz, pois isso pode danificar os tecidos em fase de cicatrização. Compressas quentes aplicadas sobre a zona do ouvido podem aliviar alguma sensação de desconforto. Além disso o seu médico pode receitar medicação analgésica ou recomendar-lhe o uso de analgésicos não sujeitos a prescrição médica.

Quando contactar um médico

Sempre que sentir uma perda de capacidade auditiva, deve contactar o seu médico. No caso de estar a recuperar de uma perfuração do tímpano e os seus sintomas se prolongarem durante mais de dois meses, consulte o seu médico para um acompanhamento da situação. Por fim, se o seu ouvido apresentar algum tipo de exsudação durante a convalescença, consulte o seu médico logo que possível.

Prognóstico

As perspectivas de cura são normalmente excelentes. A grande maioria das perfurações do tímpano cura no espaço de dois meses sem complicações de maior. Além disso, a perda de audição que esta situação comporta costuma ser temporária, embora algumas pessoas sofram um certo grau de perda de capacidade auditiva permanente. Ocasionalmente, uma infecção crónica (de longa duração) pode fazer com que a perfuração do tímpano se torne permanente e irreversível, o que acarretará um certo grau de surdez.

Informação Adicional

Sociedade Portuguesa de Otorrinolaringologia

http://www.sporl.net/

Direcção Geral de Saúde

Site: http://www.dgs.pt/

Alto Comissariado da Saúde

http://www.acs.min-saude.pt/

National Institute on Deafness and Other Communication Disorders

http://www.nidcd.nih.gov/

American Academy of Otolaryngology — Head and Neck Surgery

http://www.entnet.org/

Advertisements

Uma resposta to “Perfuração do Tímpano”

  1. Perfuração do tímpano « Programa Harvard Medical School – Portugal Says:

    […] o artigo aqui: Perfuração do tímpano Share this:TwitterFacebookGostar disto:GostoBe the first to like this . Na categoria Doenças, […]


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: