O que é um Prolapso da Válvula Mitral?

Fonte: 

Tradão e Edição de Imagem Científica:

 

Adaptação Científica:

Drª.Carolina Macedo

Validação Científica:

Prof.António Vaz Carneiro

Oiça, em 1 minuto, o áudio sobre Cardiologia pelo Prof. Filipe Macedo: O que é um Prolapso da Válvula Mitral?

Veja o vídeo aqui: Prolapso da Válvula mitral

Leia o artigo aqui:

O que é?

O prolapso da válvula mitral consiste num mau funcionamento da válvula mitral do coração, a porta física entre a aurícula esquerda e o ventrículo esquerdo. Normalmente, a válvula mitral encerra-se quando os músculos do ventrículo esquerdo se contraem, evitando que o sangue reflua para trás, isto é, para a aurícula esquerda, quando o coração bombeia o sangue para o resto do corpo. No entanto, no prolapso da válvula mitral, uma deformidade ligeira da válvula mitral impede que esta encerre normalmente. Isto revela-se como uma frouxidão anormal, ou prolapso, da válvula. Como resultado, pequenas quantidades de sangue refluem para a aurícula esquerda, com muito pouco efeito sobre a capacidade global do coração para bombear o sangue.

Em algumas pessoas, esta fuga agrava-se de forma a criar um refluxo significativo de sangue para a aurícula esquerda, denominado regurgitação mitral. As pessoas com uma regurgitação mitral grave podem desenvolver sintomas como falta de ar, fadiga e pernas inchadas. Raramente, pode ser necessária uma cirurgia cardíaca para reparar a válvula lesada.

Na maior parte das pessoas com um prolapso da válvula mitral, a causa é desconhecida. No entanto, num pequeno número de doentes, o prolapso da válvula mitral pode estar relacionado com outra doença médica, como uma anomalia hereditária na forma como o corpo produz colagénio (tecido conjuntivo) ou uma doença cardíaca reumática (uma complicação rara de uma amigdalite estreptocócica).

Os especialistas estimam que o prolapso da válvula mitral afecte actualmente até 5% da população. Por razões desconhecidas, o problema é mais comum nas mulheres entre os 14 e os 30 anos. O problema afecta por vezes diversos membros da mesma família e existe alguma evidência de que a situação possa ser hereditária.

Sintomas

A maior parte das pessoas com um prolapso da válvula mitral não apresenta quaisquer sintomas e a situação é descoberta apenas quando um médico ausculta um determinado clique, com ou sem um sopro cardíaco, durante um exame físico de rotina. No passado, o prolapso da válvula mitral era responsabilizado por sintomas como dores no peito, palpitações e tonturas mas, embora uma pessoa com um prolapso da válvula mitral possa referir igualmente este tipo de sintomas, esta alteração valvular não é a sua causa.

As pessoas que apresentam uma regurgitação mitral que continua a agravar-se podem ter sintomas de insuficiência cardíaca congestiva (fadiga, falta de ar, pernas inchadas).

Diagnóstico

O médico irá rever a história clínica do doente, incluindo eventual história de doença cardíaca, fadiga excessiva, pernas inchadas ou falta de ar.

Tanto o doente como o médico podem não suspeitar da presença de um prolapso da válvula mitral até este último ouvir um som chamado “clique sistólico” com o estetoscópio durante a observação cardíaca do exame físico de rotina. O clique sistólico é um som cardíaco anormal relacionado com o mau funcionamento valvular no prolapso da válvula mitral. Algumas pessoas têm também um sopro cardíaco, isto é, um som cardíaco anormal causado por um fluxo sanguíneo turbulento.

O médico pode diagnosticar um prolapso da válvula mitral se ouvir um clique típico e pode pedir um ecocardiograma para determinar a sua gravidade. Trata-se de um exame indolor que utiliza os ultra-sons para avaliar a estrutura do coração, mas que não é realmente necessário para o diagnóstico, o qual pode geralmente ser efectuado através de um exame físico cuidadoso.

Se o doente tiver sintomas como dor no peito, tonturas ou palpitações, podem ser necessários exames adicionais para determinar a causa.

Duração esperada

O prolapso da válvula mitral é uma situação para toda a vida. No entanto, a maior parte das pessoas com esta alteração não apresenta quaisquer sintomas.

Prevenção

Não existe forma de prevenir o prolapso da válvula mitral.

Tratamento

Se o doente tiver um prolapso da válvula mitral mas não apresentar quaisquer sintomas, então não irá necessitar de tratamento. No passado, o médico pode ter recomendado antibióticos antes de determinadas intervenções e procedimentos dentários, mas as orientações recentes indicam que os antibióticos já não são recomendados para os doentes com um prolapso da válvula mitral. Algumas pessoas que têm um prolapso da válvula mitral e dores no peito ou palpitações tomam um medicamento beta-bloqueante, como o propranolol, o metoprolol ou o atenolol, para tratar os sintomas.

Se o prolapso da válvula mitral evoluir para uma regurgitação mitral grave, a válvula mitral anormal pode necessitar de ser reparada ou substituída cirurgicamente.

Quando contactar um profissional

Contacte prontamente o seu médico se tiver palpitações ou um pulso anormal, especialmente se estes sintomas forem acompanhados de tonturas ou perda dos sentidos. Contacte também o seu médico imediatamente se tiver dores no peito em qualquer idade.

Prognóstico

A maior parte das pessoas com um prolapso da válvula mitral nunca tem sintomas e o problema nunca chega a afectar de forma significativa o estilo de vida nem a esperança de vida do indivíduo. Quando é efectuada uma cirurgia para reconstruir ou substituir a válvula mitral, esta intervenção é bem sucedida em mais de 90% dos casos.

Informação Adicional

Sociedade Portuguesa de Cardiologia
Campo Grande 28, 13º   1700-093 Lisboa
Telefones: 217978605 / 217817630
Fax: 217931095
Alto Comissariado da Saúde
Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: