Brincadeiras activas para um crescimento saudável no primeiro ano de vida

Prof. Ana Rita Goes

Oiça, em 1 minuto, o áudio sobre Obesidade Infantil pela Prof. Ana Rita Goes: Brincadeiras activas para um crescimento saudável no primeiro ano de vida

Leia aqui o artigo:

A actividade física é fundamental para o desenvolvimento saudável das crianças. As crianças activas são mais saudáveis, mais fortes, mais sociáveis e mais confiantes. Para as crianças, a melhor forma de fazer actividade física é brincar!

O que são brincadeiras activas?

As brincadeiras activas são todas as actividades físicas feitas pelas crianças que incluem momentos de maior intensidade, ou seja, que fazem com que o coração fique mais acelerado e a respiração mais ofegante.  

As brincadeiras activas podem ser estruturadas ou não estruturadas. As brincadeiras activas estruturadas são um tipo de actividade organizada que envolve regras, limites de tempo ou equipamentos especiais. São exemplos de brincadeiras activas estruturadas as aulas de natação, de dança ou de ginástica, e os jogos desportivos. Já as brincadeiras activas não estruturadas são actividades ou jogos espontâneos, como dançar em casa ao som de uma música, correr com os amigos, saltar, jogar à bola ou brincar num parque.

Mesmo antes de começarem a andar os bebés já podem brincar activamente. Para um bebé uma brincadeira activa pode ser esticar-se para alcançar um objecto, rebolar, baloiçar o corpo enquanto está sentado, rastejar ou gatinhar.   

De quanto tempo de brincadeiras activas precisa um bebé?

As brincadeiras activas são essenciais para todas as crianças. As recomendações acerca da quantidade e do tipo de actividade física capazes de promover benefícios para a saúde das crianças desde pequeninas apenas agora começam a ser estabelecidas, nomeadamente para o primeiro ano de vida.   

As crianças devem ter oportunidades diárias e constantes para fazer aquilo que melhor sabem: movimentar-se livremente, brincar e explorar.

É também importante combater o sedentarismo e evitar que as crianças passem longos períodos em espreguiçadeiras, cadeirinhas, carrinhos, ou restritas a espaços muito pequenos. Além disso, crianças com menos de 2 anos de idade não devem ver televisão. A televisão é um dos grandes obstáculos para uma vida activa de crianças e adultos nos dias de hoje e durante os 2 primeiros anos de vida é particularmente prejudicial para o desenvolvimento global da criança. 

Qual o papel dos pais?

O bebé está a aprender a explorar o mundo e o movimento tem aqui um papel muito importante. Ajude-o nesta tarefa e mostre-lhe as coisas divertidas que existem à vossa volta, brinque com ele e incentive as suas tentativas de exploração. Comemorem juntos cada momento vivido e cada conquista. 

Como incentivar as brincadeiras activas?

O gosto pelas brincadeiras activas varia de criança para criança. O mais importante é disponibilizar à criança tempo, espaços seguros, brinquedos adequados e mostrar-lhe como é divertido. A criança pode necessitar de experimentar diversas actividades até descobrir aquelas que realmente gosta.

O respeito pelas suas preferências, pela sua disposição, bem como pelas suas capacidades e limitações é fundamental para que a criança desenvolva o prazer por uma vida activa. À medida que ela cresce, vai necessitar e gostar cada vez mais de explorar e decidir o que fazer. Siga os seus interesses!

Veja abaixo algumas sugestões de brincadeiras activas adequadas a cada etapa do desenvolvimento da criança durante o seu primeiro ano de vida.

0 AOS 4 MESES

Como é que o bebé se movimenta? 

  • Movimenta a cabeça quando está apoiada, mas nos primeiros tempos de vida não consegue sustentá-la. Entre o primeiro e o segundo mês, o bebé começa a conseguir levantar a cabeça quando está de barriga para baixo e aos poucos a sustentá-la. Pelos 4 meses, já consegue sustentar a cabeça.
  • Movimenta as mãos, os braços e as pernas, mas inicialmente sem controlo. Por volta dos 2 meses começa a movimentar de forma mais controlada os braços e as pernas. Já pode também agarrar alguns objectos com as mãos. Por volta dos 3 meses tentará alcançar a face das pessoas e os objectos que estão próximos, como móbiles.
  • Aos poucos, o bebé começa a controlar o corpo. Entre os 3 e os 4 meses, o bebé pode rolar quando está de lado para ficar de barriga para cima.

Sugestões de brincadeiras activas

  • Coloque o bebé de barriga para cima num tapete ou manta no chão e deixe-o movimentar-se livremente. O bebé descobrirá o encanto das suas mãos e pés nesta posição.
  • Coloque o bebé de barriga para baixo alguns minutos todos os dias. Respeite os sinais do bebé. No início, esta posição pode não ser muito apreciada pelo bebé, mas é importante para fortalecer o seu pescoço. Encoraje o bebé a ficar cada vez mais tempo, conversando e brincando com ele. Pode colocar-se na sua frente, procurando mantê-lo na mesma posição.
  • Disponibilize brinquedos adequados à idade do bebé. Os brinquedos vão servir para estimular delicadamente os sentidos e o movimento do bebé que, com o passar do tempo, tentará alcançá-los e agarrá-los. Devem ter diferentes texturas, cores e fazer diferentes sons. Podem ser um mobile pendurado no berço, caixas de música, brinquedos que fazem sons quando movimentados, rocas ou outros brinquedos próprios para a idade. Mas também podem ser simples objectos da casa, desde que sejam limpos e seguros e não sejam excessivamente estimulantes, com luzes e sons fortes.
  • Brinque com o bebé. Os pais são os melhores companheiros de brincadeira. Aproveite as oportunidades em que o bebé está acordado para fazer expressões faciais, fazer movimentos suaves com as mãos para que ele veja, cantar, falar, tocar-lhe suavemente, ouvir música, fazer-lhe uma massagem. O bebé tentará imitá-lo, segui-lo com olhar e, dentro em breve, alcançá-lo.
  • Respeite os ritmos e sinais do bebé. Nesta etapa os bebés podem dormir até 18 horas por dia, cansam-se facilmente e aguentam poucos minutos de estímulo de cada vez. Se o bebé vira a cara, chora ou não demonstra interesse, é sinal de que precisa de uma pausa.
  • Comemore com o bebé cada conquista! Agarrar ou alcançar um objecto é uma tarefa difícil para quem está a aprender a viver num mundo novo.

4 AOS 6 MESES

Como é que o bebé se movimenta? 

  • Balança o corpo quando está de barriga para cima e aos poucos consegue virar-se de barriga para baixo.
  • Agarra os objectos e começa a conseguir mudá-los de uma mão para a outra.
  • Movimenta o corpo, firmando os pés na superfície onde está deitado.
  • Ganha maior controlo sobre a cabeça.
  • Pelos 6 meses, consegue ficar sentado com apoio.

Sugestões de brincadeiras activas

  • Coloque o bebé deitado no chão, numa superfície macia, mas firme e segura. Incentive-o a balançar o corpo e a tentar rebolar ajudando-o e colocando brinquedos em posições diferentes para o bebé tentar alcançar.
  • Coloque o bebé de barriga para baixo e incentive-o a movimentar-se para frente: chame o bebé e faça os brinquedos rebolarem.
  • Sente o bebé apoiado em almofadas, conversem ou cante canções a fazer gestos suaves com as mãos para que o bebé acompanhe.
  • Disponibilize brinquedos coloridos, com sons e texturas variadas e que se movimentem. As bolas macias são uma boa opção.
  • Brinque com o bebé. Incentive-o a alcançar os brinquedos e a movimentar-se para conseguir chegar cada vez mais longe. Converse, cante, conte histórias, faça cócegas e responda aos sons que o bebé faz.

6 AOS 8 MESES

Como é que o bebé se movimenta? 

  • Leva os pés à boca.
  • Rebola, mudando da posição de barriga para cima para barriga para baixo e vice-versa.
  • Senta-se sem apoio.
  • Rasteja de barriga para baixo ou arrasta o rabo quando sentado para se movimentar pelos espaços.
  • Consegue colocar-se na posição de gatinhar e pode ou não começar a gatinhar.
  • Consegue ficar de pé com apoio.

Sugestões de brincadeiras activas

  • Coloque o bebé no chão e deixe-o movimentar-se livremente. Encoraje-o a deslocar-se, colocando-se de frente para o bebé, chamando por ele ou fazendo rebolar brinquedos.Atenção! A partir de agora o bebé vai conseguir chegar a novos locais e objectos da casa. Experimente colocar-se na posição de gatinhar para descobrir os perigos que estão ao alcance do bebé: tomadas, fios, objectos quebráveis, esquinas vivas, objectos cortantes, produtos de limpeza, escadas.
  • Disponibilize brinquedos com movimento, como bolas ou brinquedos com rodas para puxar e empurrar.
  • Jogue às escondidas com o bebé e faça os brinquedos desaparecerem e voltarem a aparecer.
  • Faça bolas de sabão e incentive o bebé a apanhá-las e rebentá-las.
  • Cante canções que envolvam movimentos e toques suaves no corpo do bebé, ouçam música, “dancem” e toquem instrumentos, como maracas, chocalhos, paus de chuva e tambores.

8 AOS 12 MESES

Como é que o bebé se movimenta? 

  • Agarra objectos mais pequenos, como pedaços de papel ou cereais, fazendo pinça com os dedos.
  • Diz adeus e bate palmas.
  • Movimenta-se pelos espaços, gatinhando, rastejando ou arrastando o rabo.
  • Consegue ficar sentado por períodos mais longos.
  • Agarra-se aos móveis para se pôr de pé.
  • Consegue ficar de pé, primeiro com apoio e mais tarde sem apoio.
  • Consegue andar com apoio (agarrado aos móveis ou às mãos de um adulto) e aos poucos pode começar a dar os primeiros passos sem apoio.

Sugestões de brincadeiras activas

  • Garanta ao bebé espaço para se movimentar das formas que preferir e evite deixá-lo por longos períodos em cadeiras, carrinhos ou cercados que limitem o seu movimento.Atenção! O bebé vai conseguir chegar a objectos que antes estavam fora do alcance. Retire os objectos perigosos e tome novas precauções de segurança, como colocar fechos nas janelas, gavetas e armários. Objectos pequeninos, como moedas ou ímanes que possam ser engolidos devem estar também fora do alcance do bebé.
  • Disponibilize brinquedos com rodas para puxar e empurrar, blocos para empilhar e outros brinquedos com movimento. O bebé vai gostar de transportar brinquedos e outros objectos pela casa e de os pôr e tirar de caixas ou baús repetidamente.
  • Brinque com o bebé: balouce-o no colo, transforme as suas pernas num escorrega ou num “túnel”, rebolem pelo chão, faça um pequeno túnel com uma caixa vazia ou utilize-a como um vagão de comboio puxado por si.  
  • Cante canções que envolvam movimentos e toques suaves no corpo do bebé, ouçam música, “dancem” e toquem instrumentos, como maracas, chocalhos, paus de chuva e tambores.

As informações que disponibilizamos aqui servem apenas como um guia. Cada criança é uma criança. O desenvolvimento do seu bebé pode ser diferente de outro com a mesma idade.

Professora Doutora Isabel Loureiro

Médica de Saúde Pública, Professora Catedrática, Escola Nacional de Saúde Pública, Universidade Nova de Lisboa

Mestre Ana Rita Goes

Psicóloga, Investigadora, Faculdade de Psicologia, Universidade de Lisboa

Mestre Gisele Câmara

Nutricionista, Bolseira de Investigação, Escola Nacional de Saúde Pública, Universidade Nova de Lisboa 

4 de Agosto de 2011

Conteúdo produzido no âmbito do projecto de produção de Informação do Programa Harvard Medical School-Portugal “Papa Bem: uma abordagem à obesidade infantil”
Este trabalho é co-financiado através da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, QREN E COMPETE
Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: