Sugestões para viajar grávida

Fonte:

Tradão e Edição de Imagem Científica:

Adaptação Científica:

Dr. Nuno Ferreira

Validação Científica:

Prof. João Bernardes

A gravidez não significa que a mulher tem de ficar em casa durante nove meses; no entanto, a futura mãe pode tomar algumas precauções de forma a poder viajar confortavelmente e em segurança.

Consulte o seu médico obstetra

Quando planear uma viagem, deve consultar sempre previamente o médico que lhe está a proporcionar os cuidados pré-natais para se certificar que é seguro viajar e que pode participar nas actividades que está a planear praticar. Deve ter em mente que o problema principal com a viagem é se surgir uma complicação inesperada enquanto se encontra longe de casa e do seu médico obstetra.

Fique perto de casa

A maior parte das companhias aéreas proíbem as viagens internacionais após as 32 semanas de gestação e as viagens domésticas depois das 34 a 36 semanas. No entanto, por vezes, abrem excepções para emergências. Quer viaje de avião, de carro ou de comboio, deve evitar viajar grandes distâncias no mês que precede a data prevista para o parto. Desta forma, encontra-se mais perto de casa se entrar em trabalho de parto precocemente. Algumas seguradoras não comparticipam os serviços durante as últimas semanas de gravidez se a grávida se encontrar a mais de uma determinada distância de casa. Em alguns casos, entrar em trabalho de parto de forma inesperada e dar à luz num hospital de forma imprevista pode não só constituir uma surpresa como pode igualmente ser bastante dispendioso. Se estiver grávida, deve confirmar estes pormenores com a sua companhia de seguros antes de viajar.

Informe-se antes de viajar de avião

Ao viajar de avião, confirme junto da companhia aérea as suas políticas sobre as viagens durante a gravidez. Não se preocupe com a necessidade de passar nos detectores de metais nos aeroportos. Estes aparelhos emitem níveis muito baixos de radiações que não são prejudiciais para a grávida nem para o bebé.

Mantenha-se confortável

Procure programar as viagens longas para depois do quarto mês de gravidez e para antes do terceiro trimestre. Nessa altura, muitos dos sintomas de enjoos matinais terão desaparecido. Viaje com pouca bagagem e leve apenas o que conseguir transportar ou compre uma mala com rodas e com uma pega segura.

Não permaneça sentada durante mais de uma hora de cada vez. A grávida deve andar e esticar as pernas com frequência para reduzir as cãibras nos membros inferiores. Se conduzir, faça intervalos de hora a hora para andar um pouco a pé. A mobilização dos braços e das pernas melhora o fluxo de sangue no corpo e evita a formação de coágulos de sangue.

Use vestuário confortável e sapatos largos. Isso ajuda igualmente a manter o fluxo sanguíneo ao mesmo tempo que torna a sua viagem mais agradável.

Use cinto de segurança

A grávida deve usar sempre cinto de segurança. Este deve ser colocado de forma segura de modo a que a porção horizontal do cinto fique situada ao nível da bacia. A porção oblíqua do cinto deve ficar colocada sobre o ombro e entre as mamas. O cinto de segurança não deve ficar colocado sobre o pescoço nem deve deslizar para fora dos ombros.

Mantenha uma alimentação saudável e ingira bastantes líquidos

Quando viajar leve consigo alimentos saudáveis, tais como fruta, cenouras, e barritas de cereais, uma vez que pode ser imprevisível quando é que vai sentir fome, agora que está grávida. Recorde que é muito importante ingerir refeições equilibradas, mesmo quando viaja. Tenha o cuidado de não ingerir muitos alimentos com sal, uma vez que isso pode causar uma retenção de líquidos.

Ingira pelo menos seis a oito copos de água por dia. Desta forma poderá evitar ficar desidratada e irá prevenir igualmente a retenção de líquidos. Leve consigo uma garrafa de água e beba com frequência.

Utilize com frequência as áreas de descanso

Durante a gravidez, a mulher necessita de usar a casa de banho com maior frequência. Utilize a casa de banho antes de sentir necessidade, para que não tenha problemas. Se estiver a efectuar uma viagem longa de avião, de autocarro ou de comboio, escolha um lugar junto do corredor para poder ir facilmente à casa de banho.

Revitalize-se

Quando chegar ao seu destino, dê um passeio a pé, estique as pernas ou faça alguma coisa para se manter em movimento durante cerca de 30 minutos.

Não se esqueça de levar consigo o seu boletim de grávida

O seu boletim de grávida tem o nome e o número de telefone do seu médico obstetra para o caso de necessitar de o contactar com o objectivo de esclarecer alguma dúvida. Este documento contém igualmente informação médica, na eventualidade de necessitar de procurar cuidados médicos enquanto se encontra longe de casa.

Informação adicional

Sociedade Portuguesa de Ginecologia e Obstetrícia

http://www.spginecologia.pt/

Direcção Geral de Saúde

http://www.dgs.pt/

Advertisements

Uma resposta to “Sugestões para viajar grávida”

  1. Viajar grávida « Programa Harvard Medical School – Portugal Says:

    […] o artigo aqui: Sugestões para viajar grávida Share this:TwitterFacebookGostar disto:GostoBe the first to like this . Na categoria Gravidez, […]


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: