Notícias Investigação em Saúde: 366 milhões de pessoas sofrem de diabetes, diz Relatório da International Diabetes Federation

Fonte:

 

Tradão e Edição de Imagem Científica:

 


Um relatório recente afirma que, a nível mundial, uma pessoa morre de diabetes a cada 7 segundos. Cerca de 366 milhões de pessoas sofrem desta doença, afirma o Relatório da International Diabetes Federation. O grupo considerou o número de casos “alarmante”. O tratamento destas pessoas custa cerca de 465 biliões de dólares por ano, admitiu o relatório. As doenças crónicas, como a diabetes, estão a aumentar em todo o mundo. As Nações Unidas realizaram uma reunião para falar sobre a forma de abordar este problema. A International Diabetes Federation solicitou medidas ao governo relativamente à prevenção e ao tratamento desta doença. A Associated Press, a Reuters e a HealthDay News escreveram sobre este relatório em 13 de Abril.

Qual é a reacção do médico?

Para compreender por que motivo temos uma epidemia de diabetes, é útil ter em consideração a forma como o seu organismo lida com o açúcar.

A maior parte de nós ingere hidratos de carbono, tanto simples como complexos. Os hidratos de carbono simples são aqueles que se encontram nos alimentos e nas bebidas açucaradas. Alguns exemplos incluem a glucose, a frutose e a sacarose. Estes açúcares passam facilmente e com rapidez para a circulação sanguínea. O açúcar no sangue começa a elevar-se rapidamente depois de a pessoa ingerir hidratos de carbono simples.

Os hidratos de carbono complexos necessitam de ser cindidos em açúcares mais simples nos intestinos. Isto permite ao seu organismo proceder à sua absorção. Alguns hidratos de carbono complexos, tais como os existentes no pão branco, cindem-se mais facilmente do que outros. Os hidratos de carbono dos cereais integrais e de muitos vegetais levam mais tempo a cindirem-se. Quanto mais demorado for este processo, mais lenta será a elevação do açúcar no sangue.

À medida que o açúcar no sangue se eleva, o pâncreas liberta insulina para a circulação sanguínea. Com a elevação rápida do açúcar no sangue depois da pessoa ingerir hidratos de carbono simples ou refinados, o pâncreas acelera a sua actividade e liberta uma grande quantidade de insulina.

Na maior parte das pessoas, a libertação frequente de uma grande quantidade de insulina provoca aumento de peso e acumulação de gordura.

À medida que a pessoa aumenta de peso, as células do seu organismo não respondem tão bem à insulina. Este fenómeno é denominado de resistência à insulina. Assim, o pâncreas necessita de produzir mais insulina para evitar que o açúcar no sangue se eleve demasiado. A produção de mais insulina conduz a um aumento de peso ainda mais acentuado e a uma resistência à insulina mais pronunciada.

Se não forem tomadas medidas, o pâncreas não será capaz de produzir insulina em quantidade suficiente para manter os níveis de açúcar dentro do normal. Esta situação é designada por diabetes tipo 2 e é este o motivo para a epidemia actual desta doença a nível mundial.

A ingestão de cereais integrais e de legumes conduz a um aumento mais lento e mais estável do açúcar no sangue. O pâncreas tem tempo para libertar uma quantidade mais apropriada de insulina para manter os níveis de açúcar dentro dos valores normais. A pessoa não necessita da libertação de grandes quantidades de insulina.

Dispondo destes conhecimentos básicos, a pode compreender o que conduziu à epidemia de diabetes tipo 2.

  • A abundância de alimentos ― Nos países desenvolvidos, o seu custo é relativamente baixo.
  • A facilidade de acesso aos alimentos ― Apenas temos de ir fazer compras ao supermercado. Ao contrário do que acontecia com os nossos ancestrais, não temos de usar energia para cultivar, caçar ou colher os alimentos.
  • A explosão de alimentos e de bebidas açucaradas ― Estes produtos são agradáveis ao paladar e estimulam áreas no nosso cérebro que proporcionam prazer.
  • Invenções e alterações no estilo de vida ― É fácil para nós viver sem ter de efectuar esforço físico.

Que alterações poderei efectuar agora?

A diabetes tipo 2 pode frequentemente ser prevenida através da ingestão de uma dieta mais saudável e de um estilo de vida mais activo do ponto de vista físico. Isto ajuda as pessoas a manterem um peso corporal normal.

Recentemente, o U.S. Department of Agriculture escolheu uma nova imagem para promover uma alimentação saudável. Este guia é denominado MyPlate.

A 14 de Setembro, a Harvard Health Publications e especialistas em nutrição da Harvard School of Public Health publicaram uma versão melhorada denominada Healthy Eating Plate. Esta proporciona muito mais detalhes sobre os tipos e as quantidades de alimentos que deve ingerir para prevenir, ou pelo menos atrasar, a diabetes tipo 2.

Eis o que o Healthy Eating Plate recomenda:

  • Metade da sua refeição deve ser constituída por vegetais e fruta. Procure variar e tenha em mente que as batatas e, em particular as batatas fritas, não contam.
  • Sempre que possível, opte por cereais integrais. Limite a ingestão de cereais refinados, tais como o arroz branco e o pão branco, uma vez que o organismo os transforma rapidamente em açúcar no sangue.
  • Escolha as fontes de proteínas mais saudáveis. Estas incluem o peixe, as aves, as leguminosas e os frutos secos. Reduza a ingestão de carne vermelha. Evite o toucinho fumado, as carnes frias e outras carnes processadas.
  • As gorduras saudáveis (tais como o azeite) são boas para si. Não tenha receio de as utilizar para cozinhar, nas saladas e para temperar os alimentos à mesa
  • Beba água, chá ou café. O leite e os lacticínios não são alimentos essenciais. Limite o seu consumo a uma ou duas doses por dia. Não abuse dos sumos e evite as bebidas açucaradas.
  • E mantenha-se activo!

O que poderei esperar ao olhar para o futuro?

O Healthy Eating Plate baseia-se na informação mais actualizada sobre a nutrição básica. Evidentemente, nem todas as pessoas irão concordar com a apresentação. Mas, neste momento, este é um guia fácil de utilizar para si e para a sua família.

29 de Setembro de 2011

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: