Estudo mostra que abuso do álcool a longo prazo provoca lesões cerebrais

Fonte:

 

Tradão e Edição de Imagem Científica:

 

Um estudo recente demonstrou que o abuso do álcool a longo prazo pode lesar gravemente a camada externa do cérebro. A camada lesada é o córtex cerebral e está envolvida em todos os processos de raciocínio de nível mais elevado e no processamento das emoções. Os investigadores usaram a ressonância magnética nuclear avançada para avaliar o cérebro de 65 adultos. Cerca de metade eram alcoólicos que tinham deixado de beber. Os restantes nunca tinham sido alcoólicos. No grupo dos alcoólicos em recuperação, o córtex cerebral apresentava uma espessura menor. Quanto maior o consumo de álcool, menor a espessura desta camada cerebral. A revista Alcoholism: Clinical & Experimental Research publicou este estudo na Internet e a HealthDay News escreveu sobre ele em 15 de Setembro. A HealthDay escreveu igualmente sobre uma tomada de posição que incita os médicos e os governos a tomarem mais medidas para combater o consumo de álcool. A revista Lancet publicou esta tomada de posição em 14 de Setembro, a qual foi elaborada por um grupo de 17 destacados médicos. A maioria destes médicos é presidente de sociedades médicas de países da Europa, da África e da Ásia. A tomada de posição surgiu a anteceder uma cimeira das Nações Unidas que teve lugar durante o mês de Setembro. Esta foi a primeira cimeira das Nações Unidade a abordar doenças que não são causadas por infecções.

Qual é a reacção do médico?

Estudo após estudo, foi demonstrado que as pessoas que ingerem álcool em quantidades moderadas tendem a apresentar uma saúde melhor. A evidência é mais forte para a protecção contra o ataque cardíaco e o acidente vascular cerebral. O consumo moderado de álcool eleva os níveis sanguíneos de HDL-colesterol (o colesterol “bom”) e altera o sangue no sentido de diminuir o risco de formação de coágulos anormais no coração e no cérebro. Além disso, as pessoas que ingerem quantidades moderadas de álcool podem apresentar um declínio menor das funções cerebrais à medida que envelhecem.

Mas o consumo excessivo de álcool é muito prejudicial para a saúde. A lista das doenças relacionadas com o consumo excessivo de álcool inclui:

  • Doença hepática, que pode evoluir para cirrose e para cancro do fígado
  • Inflamação do pâncreas (pancreatite)
  • Perda de células cerebrais e atrofia do cérebro
  • Insuficiência cardíaca
  • Cancro da boca, da garganta e do esófago, especialmente quando combinado com o consumo de tabaco
  • Cancro da mama
  • Traumatismos e morte relacionados com acidentes de viação
  • Impotência.

O consumo moderado de álcool é definido como uma ingestão média que não ultrapassa as duas bebidas por dia nos homens e uma bebida por dia nas mulheres. O limite é mais elevado nos homens devido ao facto de, em média, serem maiores do que as mulheres. Além disso, o organismo dos homens também metaboliza o álcool de forma diferente em comparação com o organismo das mulheres.

Os estudos sobre o consumo moderado de álcool e os seus efeitos sobre a saúde têm sido baseados na quantidade de álcool que as pessoas ingerem, em média, por dia. Eles não têm sido baseados nos padrões de ingestão alcoólica reais.

A ingestão de sete bebidas alcoólicas uma vez por semana obviamente não é saudável, embora isso represente uma ingestão média de uma bebida por dia. Mas ainda não se encontra esclarecido se ingerir duas bebidas alcoólicas três ou quatro vezes por semana conduz aos mesmos benefícios para a saúde que a ingestão de uma bebida alcoólica por dia.

Que alterações poderei efectuar agora?

Muito provavelmente o seu médico de cuidados primários de saúde já lhe perguntou se consome álcool. Se tiver respondido afirmativamente, ele terá provavelmente perguntado em seguida “Em que quantidade?”.

Embora estas perguntas sejam preferíveis relativamente a não fazer qualquer inquérito, a maior parte das pessoas que ingerem bebidas alcoólicas dizem que bebem menos do que o seu consumo real. Assim, os especialistas delinearam algumas perguntas simples para melhor predizerem quem pode apresentar um problema relacionado com a bebida.

Habitualmente, o seu médico poderia colocar-lhe a seguinte questão:

  • Se for do sexo masculino, “Quantas vezes no ano passado ingeriu cinco ou mais bebidas num dia?”
  • Se for do sexo feminino, “Quantas vezes no ano passado ingeriu quatro ou mais bebidas num dia?”

Se a sua resposta for superior a “uma vez no ano passado”, isso pode constituir sinal de que existe um consumo de álcool que não é saudável. Ou pode sugerir que se encontra em risco de se tornar dependente do álcool.

No entanto, o teste CAGE constitui um instrumento mais adequado para avaliar se uma pessoa já tem um problema significativo com o álcool. Este teste é denominado de CAGE pelo facto das primeiras letras de uma palavra-chave em cada questão formarem a palavra “CAGE”.

  1. Alguma vez achou que devia cortar na bebida?
  2. As pessoas aborreceram-no ao criticarem a sua ingestão alcoólica?
  3. Alguma vez se sentiu culpado  ou mal devido à bebida?
  4. Alguma vez tomou uma bebida alcoólica logo de manhã para acalmar os nervos, para se libertar da ressaca ou para acordar ?

Se respondeu afirmativamente a mais do que uma pergunta, é altamente provável que tenha uma dependência do álcool.

O que poderei esperar ao olhar para o futuro?

Se estiver preocupado com o facto do consumo de bebidas alcoólicas se poder tornar mais do que moderado no futuro, eis algumas sugestões para o ajudar a evitar este problema.

  • Mantenha o controlo sobre a quantidade de bebidas alcoólicas que ingere. Verifique especialmente o que bebe à medida que o faz. Isto irá ajudá-lo a reduzir o seu consumo.
  • Diminua a velocidade do consumo de bebidas alcoólicas. Beba pequenos golos lentamente. Vigie o relógio. Limite o seu consumo a uma bebida em cada 60 a 90 minutos.
  • Alterne as suas bebidas. Beba alguma coisa não alcoólica antes de ingerir a sua próxima bebida alcoólica.
  • Responda rapidamente “não, obrigado” quando lhe oferecem uma bebida. Se esta se tornar a sua resposta mais natural, terá uma maior probabilidade de declinar uma bebida daqui para a frente.

21 de Outubro de 2011

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: