Pólipos nasais

Fonte:

 

Tradão e Edição de Imagem Científica:

Adaptação Científica:

Maria Inês Pereira

Validação Científica:

Drª Luísa Monteiro

O que é?

Um pólipo nasal é um tumor benigno (não canceroso), que se desenvolve a partir do revestimento mucosa do nariz e dos seios perinasais. Estes pólipos geralmente ocorrem tanto na narina esquerda como na direita e obstruem o fluxo normal de ar. Podem fazer com que o nariz pareça obstruído (entupido) e podem diminuir o olfacto. Nem todos os tumores do nariz são pólipos.

Os pólipos nasais podem resultar de uma inflamação crónica (de longa duração) do revestimento do nariz, embora ocorram frequentemente sem motivo aparente. As pessoas com rinite alérgica têm uma maior probabilidade do que outras de desenvolverem pólipos nasais. Além disso, os pólipos nasais ocorrem também em crianças e adolescentes com fibrose quística.

As pessoas com pólipos nasais e asma são frequentemente alérgicas à aspirina e podem sentir uma falta de ar súbita se tomarem salicilatos (aspirina e seus derivados). Os doentes com pólipos nasais e asma devem evitar os medicamentos contendo aspirina. Deve ter-se em atenção que a aspirina se encontra presente em muitos medicamentos para as constipações e para a gripe.

Manifestações clínicas

Os sintomas principais dos pólipos nasais são:

  • Dificuldade em respirar pelo nariz
  • Drenagem constante pelo nariz (pingo no nariz)
  • Sensação de preenchimento persistente e desconforto facial
  • Infecções frequentes dos seios perinasais (rinosinusites)
  • Perda do olfacto (cheiro).

Diagnóstico

O médico irá interrogar o doente sobre a sua história clínica e irá provavelmente querer saber se a pessoa tem uma história de rinite alérgica, febre dos fenos, asma ou alergia à aspirina.

O médico, mais frequentemente um otorrinolaringologista (um especialista em doenças dos ouvidos, nariz e garganta), irá examinar o nariz e procurar identificar a presença de massas com o aspecto de uvas com uma coloração amarela ou cinzenta. O médico pode detectar os pólipos através do exame das fossas nasais utilizando um instrumento especial denominado fibroendoscópio nasal, um pequeno tubo flexível ligado a uma câmara. Por vezes, pode ser usada uma tomografia computorizada (TC ou TAC) para determinar a localização e o tamanho dos pólipos e possíveis infecções associadas. A tomografia computorizada (TC ou TAC) irá igualmente revelar se os pólipos têm origem no nariz ou nos seios perinasais.

Os pólipos nasais ocorrem quase sempre em ambos os lados. Se for observado um pólipo em apenas um dos lados deve ser realizada uma tomografia computorizada (TC ou TAC) para garantir que a massa não é nada de mais grave.

Evolução clínica

A menos que seja iniciado um tratamento, os pólipos irão persistir desde que a causa esteja presente. O tratamento (ver mais à frente) irá reduzir o tamanho dos pólipos ou eliminá-los. É geralmente necessário um tratamento prolongado para prevenir a recorrência deste problema.

Prevenção

Após o diagnóstico de polipose nasal pode ser usada uma terapêutica de manutenção com medicamentos anti-inflamatórios, tais como os pulverizadores nasais (sprays nasais) com corticosteróides ou medicação orla com inibidores dos leucotrienos. Muitas vezes, é necessária uma combinação para uma prevenção óptima e eficaz.

Tratamento

Se os pólipos nasais forem de pequenas dimensões, o médico pode prescrever um pulverizador nasal (spray nasal) contendo corticosteróides. Este tratamento irá reduzir lentamente o tamanho dos pólipos e evitar a recorrência Nos casos mais graves, por vezes associa-se  a terapêutica com comprimidos de corticosteróides em períodos curtos, para provocar uma redução do tamanho dos pólipos e permitir a acção dos sprays nasais. Os pólipos de grandes dimensões que não respondem à terapêutica médica podem requer cirurgia. A cirurgia é efectuada sob anestesia geral e o cirurgião utiliza um endoscópio para remover os pólipos, a mucosa afectada e alargar as aberturas dos seios perinasais para as fossas nasais. Esta técnica endoscópica  elimina a necessidade de efectuar uma incisão externa ao nível da face. O cirurgião irá enviar algum tecido do pólipo para o laboratório para ser observado ao microscópio. Em casos raros, o que parecia ser um pólipo pode revelar-se um tumor maligno (canceroso).

Nos pólipos unilaterais,deve geralmente ser realizada uma biopsia ou a total remoção desdes para confirmar que são benignos.

Quando contactar um médico

Consulte o médico se notar:

  • Dificuldade em respirar pelo nariz por qualquer razão
  • Infecções frequentes dos seios perinasais
  • Secreções nasais sanguinolentas
  • Pressão ou dor na face
  • Diminuição ou ausência de olfacto permanente ou progressiva

Prognóstico

Muitas pessoas com pólipos nasais conseguem ter os seus sintomas controlados com medicamentos e tratamentos para a alergia. A terapêutica médica continuada é ainda necessária depois da cirurgia para prevenir a recorrência.

Informação adicional

Sociedade Portuguesa de Otorrinolaringologia

www.sporl.net

Academia Americana de Otorrinolaringologia e Cirurgia da Cabeça e Pescoço

http://www.entnet.org/

Associação Britânica de Otorrinolaringologia

www.entuk.org

 

Advertisements
Publicado em Doenças. Etiquetas: , . 2 Comments »

2 Respostas to “Pólipos nasais”

  1. Pólipos nasais « Programa Harvard Medical School – Portugal Says:

    […] o artigo aqui: Pólipos nasais Share this:TwitterFacebookGostar disto:GostoBe the first to like this . Na categoria Doenças, […]

  2. jorge manuel bastos das neves Says:

    Um artigo muito importante, acessível a todas as pessoas, esclarecedor, bem redigido, muito bom do ponto de vista científico.
    Parabéns aos autores e ao Programa Harvard Medical School Portugal.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: