Estudo: Os comprimidos para a pressão arterial administrados ao deitar são melhores

Fonte: 

Tradão e Edição de Imagem Científica:


Um estudo recente sugere que a administração de medicamentos para a pressão arterial à noite pode melhorar a saúde das pessoas. O estudo incluiu 661 doentes com insuficiência renal e com pressão arterial elevada. Os doentes foram distribuídos aleatoriamente por dois grupos. Um grupo tomou medicamentos para a pressão arterial de manhã e outro tomou pelo menos um dos medicamentos à noite. Em seguida, os médicos vigiaram os indivíduos durante uma média de cinco anos e meio. Durante esse tempo, as pessoas que tomaram o medicamento à noite apresentavam um melhor controlo da pressão arterial. Eles revelaram igualmente uma probabilidade de cerca de um terço de sofrerem um ataque cardíaco ou um acidente vascular cerebral ou de desenvolverem insuficiência cardíaca em comparação com os indivíduos que tomaram os comprimidos de manhã. Os investigadores salientaram que estes resultados ocorreram sem custos suplementares. O Journal of the American Society of Nephrology publicou o estudo na Internet e a HealthDay News escreveu sobre ele em 24 de outubro.

Qual é a reação do médico?

Um problema silencioso como a pressão arterial elevada ― também conhecida por hipertensão arterial ― é uma situação difícil de abordar. A menos que a pressão arterial esteja muito elevada, geralmente a pessoa não dá por isso. A pressão arterial elevada habitualmente não causa nenhuns sinais exteriores ou sintomas.

Mas se não for tratada, a pressão arterial elevada lesa as artérias que fornecem o sangue a todos os órgãos, especialmente ao coração, ao cérebro e aos rins.

A pressão arterial elevada não é uma doença por si só, mas antes um sinal de que alguma coisa está errada no organismo. Por vezes os médicos identificam uma causa para a pressão arterial elevada. Por exemplo, a glândulas suprarrenais podem produzir uma quantidade excessiva de hormonas e a glândula tiroideia pode produzir uma quantidade demasiado reduzida.

No entanto, na maior parte das pessoas com uma pressão arterial elevada, a causa exata permanece desconhecida. Os médicos designam esta situação como hipertensão arterial essencial.

O tratamento começa pela implementação de opções de um estilo de vida saudável. Mas estas modificações podem não ser suficientes para fazer com que a pressão arterial volte ao normal. Tradicionalmente, os médicos aconselham os doentes a tomarem os seus medicamentos para a pressão arterial de manhã. Isto é verdadeiro mesmo quando uma pessoa necessita de mais do que um medicamento para controlar a pressão arterial.

Os achados recentes da investigação, incluindo os resultados deste estudo, sugerem que a administração de medicamentos para a pressão arterial à noite pode ser melhor.

De um modo geral, a nossa pressão arterial desce durante o sono. Mas as pessoas com uma pressão arterial elevada apresentam frequentemente uma diminuição mínima ou mesmo nula da pressão arterial durante a noite.

Neste estudo, investigadores espanhóis avaliaram um grupo de pessoas com insuficiência renal ligeira. Todas elas tomavam um ou mais medicamentos para a pressão arterial. Metade das pessoas tomava medicamentos para a pressão arterial apenas de manhã e as restantes tomavam pelo menos um dos seus comprimidos para a pressão arterial antes de deitar.

Os investigadores reuniram informações sobre a pressão arterial durante o dia e durante o sono. A pressão arterial durante o dia em ambos os grupos era idêntica. Mas a pressão arterial durante o sono era mais baixa nas pessoas que tomavam pelo menos um medicamento para a pressão arterial antes de deitar. O mais importante é que os indivíduos que tomavam medicamentos ao deitar tinham menos ataques cardíacos, menos acidentes vasculares cerebrais e menos casos de insuficiência cardíaca em comparação com as pessoas que tomavam os medicamentos para a pressão arterial apenas de manhã.

Que alterações poderei efetuar agora?

O tratamento da pressão arterial elevada deve incluir sempre alterações do estilo de vida.

  • Mantenha um peso saudável.
  • Pratique exercício físico diariamente.
  • Evite o sal.
  • Ingira bastante fruta e vegetais.
  • Não fume.
  • Beba álcool apenas de forma moderada. Isto significa, em média, que não deve exceder uma bebida por dia se for mulher e duas bebidas por dia se for homem.

Mesmo que necessite de medicamentos, deve continuar a aderir a estas opções do estilo de vida. Elas irão ajudá-lo a controlar a sua pressão arterial com menos comprimidos e com doses menores destes medicamentos.

Com base neste e noutros estudos, é altura de reconsiderar o melhor horário para a administração dos medicamentos para a pressão arterial.

Ao decidir quando deve tomar os seus comprimidos para a pressão arterial, o mais importante é escolher uma altura que lhe permita garantir que irá tomar os seus medicamentos todos os dias.

Se tomar apenas um comprimido, pergunte ao seu médico se o facto de o tomar à noite pode ser melhor para si. Se tomar mais do que um medicamento, nesse caso faz sentido tomar pelo menos um deles à noite, antes de deitar.

Não comece a fazer isso por si próprio. Podem existir razões específicas pelas quais o seu médico prefere que tome o medicamento de manhã. Por exemplo, as pessoas idosas necessitam de ter cuidado com os comprimidos para a pressão arterial tomados à noite. No caso de se levantarem muito rapidamente a meio da noite pode ocorrer uma descida súbita da pressão arterial que pode dar origem a uma queda.

O que poderei esperar ao olhar para o futuro?

O conselho mais frequente no caso de uma pressão arterial que continua elevada apesar da toma dos medicamentos habituais para a hipertensão arterial é aumentar a sua dose ou associar um novo medicamento. Em alternativa, dividir os comprimidos de forma a tomar alguns de manhã e um antes de deitar pode constituir a melhor opção. Esta modificação pode reduzir adicionalmente a pressão arterial sem que seja necessário alterar a dose dos medicamentos ou associar um novo.

A evidência científica sugere que esta estratégia diminui o risco de ataque cardíaco, de insuficiência cardíaca e de acidente vascular cerebral, podendo prevenir igualmente o agravamento da insuficiência renal. E poupa dinheiro.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: