Vencer a Diabetes

Fonte: 

Tradão e Edição de Imagem Científica:

Adaptação Científica:

Dr. André Carvalho

Validação Científica:

Prof. António Vaz Carneiro

Faça o Quiz sobre a Diabetes aqui: “Questionário sobre a Diabetes”

Leia o artigo aqui:

A diabetes é três vezes mais comum actualmente do que na década de 1960. Estas são notícias particularmente más não só devido ao facto da diabetes ser, por si só, uma doença potencialmente fatal, como também pelo facto e aumentar o risco de doença cardiovascular, de doença renal, da perda da memória e de outros tipos de deterioração mental. A diabetes é uma doença na qual o organismo já não consegue produzir quantidades suficientes de uma hormona, a insulina, para reduzir os níveis de açúcar no sangue para os valores normais. Na diabetes tipo 2, as células dos músculos, do fígado e do tecido adiposo tornam-se gradualmente menos capazes de responder à insulina, pelo que o organismo não consegue utilizar apropriadamente a insulina que produz. Este declínio na capacidade de resposta, denominado resistência à insulina, é causado, em grande parte, por uma dieta inadequada, pelo excesso de peso e pela falta de exercício físico. As boas notícias são as seguintes: de acordo com a investigação, a diabetes tipo 2 pode ser prevenida através de hábitos alimentares mais saudáveis e do exercício físico regular.

O maior factor de risco para a diabetes tipo 2 é a obesidade. Não é coincidência que as taxas tanto da diabetes como da obesidade tenham disparado desde a década de 1970; a maior parte dos especialistas acreditam que foi este aumento na obesidade que desencadeou o aumento da diabetes. Segundo alguns estudos cerca de metade dos adultos em Portugal têm excesso de peso ou são obesos. Três quartos de todas as pessoas com diabetes tipo 2 têm ou tiveram excesso de peso. A alimentação em excesso, de um modo geral, pode provocar a diabetes tipo 2, mas determinados tipos de alimentos, em particular, podem igualmente afectar o risco de vir a sofrer desta doença.

A sua dieta: diabetes

Boas opções

  • Cereais integrais
  • Fibras
  • Fruta e vegetais
  • Gorduras polinsaturadas

Opções arriscadas

  • Calorias em excesso
  • Açúcar
  • Amidos refinados
  • Gorduras saturadas e trans

Hidratos de carbono

Os principais vilões dietéticos na diabetes parecem ser os hidratos de carbono com um índice glicémico elevado (ver o Quadro 1). Diversos estudos mostram que as pessoas cuja dieta apresenta uma carga glicémica mais elevada – devido ao consumo de uma grande quantidade de alimentos como os açúcares e os amidos refinados – apresentam igualmente um risco mais elevado de desenvolverem diabetes, sugerindo que o consumo de uma grande quantidade de alimentos com um índice glicémico elevado contribui provavelmente para o desenvolvimento de diabetes.

Os alimentos com um índice glicémico elevado podem promover a diabetes de duas formas. Para começar, têm um efeito de vaivém sobre o açúcar. Isto é, fazem com que se sinta com fome ao fim de poucas horas, o que pode levá-lo a comer em excesso e, em última análise, a ficar com excesso de peso. Além disso, uma dieta estável constituída por alimentos com um índice glicémico elevado pode causar diabetes ao estabelecer um ciclo de aumentos bruscos do açúcar no sangue e de produção excessiva de insulina. Quanto mais alimentos ingerir com um índice glicémico elevado, mais provável será que sobrecarregue o sangue com açúcar, estimulando o seu pâncreas a libertar grande quantidade de insulina. Este ciclo pode acabar por levar à exaustão as células que produzem insulina, levando a um declínio na libertação desta hormona e resultando em níveis elevados de açúcar no sangue, a assinatura da diabetes.

Alimentos que conferem protecção

Não se encontram disponíveis dados de alta qualidade sobre a eficácia da dieta, por si só, para o tratamento da diabetes tipo 2, concluiu uma revisão sistemática Cochrane de 2007 de 18 dos melhores estudos realizados até à data. Encontra-se actualmente em curso uma revisão semelhante sobre a prevenção desta doença. A associação do exercício físico proporcionou uma melhoria do controlo metabólico nos seguimentos ao fim de seis e 12 meses.

Apesar da ausência de dados definitivos, três tipos de alimentos parecem proteger contra o desenvolvimento de diabetes: os cereais com conteúdo elevado de fibras, as gorduras polinsaturadas e, como seria de esperar, os alimentos com um índice glicémico baixo. Uma pequena quantidade de álcool parece igualmente ser benéfica. No estudo Nurses’ Health Study, o risco de diabetes foi baixo nas mulheres com um perfil dietético muito específico: as que comiam uma grande quantidade destes alimentos benéficos e muito poucas gorduras saturadas, gorduras trans e alimentos com um índice glicémico elevado. As mulheres com estes hábitos alimentares que tinham um peso normal, que faziam exercício físico durante pelo menos meia hora por dia, que não fumavam e que bebiam pelo menos meia bebida alcoólica por dia apresentavam um risco de diabetes que era apenas um décimo do risco das mulheres que não praticavam estas medidas. Por outras palavras, 90% dos casos de diabetes podiam ser prevenidos com uma dieta e um estilo de vida saudáveis, incluindo o exercício físico.

Actualmente, os especialistas recomendam uma dieta que proteja contra a doença cardíaca e a obesidade como a melhor opção para as pessoas com diabetes. Isto significa limitar o consumo de alimentos com gorduras saturadas e trans, tais como as carnes e os lacticínios com teor elevado de gordura e os alimentos comercializados, como os biscoitos, os fritos e os bolos. Reduza o consumo de amidos e açúcares refinados e coma mais cereais integrais, fibras, fruta, vegetais e frutos secos.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: