O ecrã: inimigo número um da actividade física na infância

Drª. Gisele Câmara

Oiça, em 1 minuto, o áudio sobre Obesidade Infantil pela Drª. Gisele Câmara: O ecrã: inimigo número um da actividade física na infância

Leia aqui o texto do áudio:

A actividade física é essencial para um desenvolvimento saudável. As crianças são naturalmente activas e para os mais pequeninos fazer actividade física depende somente de tempo e espaço disponíveis para brincar.

Contudo, a actividade física está cada vez menos presente na vida das crianças. A televisão, os computadores e os videojogos estão entre as actividades que mais roubam oportunidades para brincarem livremente e serem activas.

Este é um hábito que se adquire desde a mais tenra idade. Actualmente é comum que os adultos usem a televisão para entreter as crianças enquanto estão ocupados com outras tarefas do dia a dia.

Para o desenvolvimento saudável das crianças há que impor limites a estas actividades. As recomendações dos especialistas são claras:

  •  As crianças com menos de dois anos não devem envolver-se em actividades com ecrãs.
  •  As crianças com dois a cinco anos devem ter um limite máximo de uma hora por dia para actividades que envolvam ecrãs, como ver televisão.

 

Leia ainda o artigo:

Inimigos da actividade física na infância

A actividade física é essencial para o crescimento saudável e para o desenvolvimento da criança. Durante a infância, brincar é a melhor forma de fazer actividade física.

As crianças são naturalmente activas, logo desde a barriga da mãe. Contudo, nas sociedades actuais, a actividade física tem de disputar o seu espaço nos dias das crianças. A televisão, os computadores e os videojogos estão entre as actividades que competem pela atenção das crianças e acabam por torná-las mais inactivas. Mas a actividade física enfrenta também outros inimigos durante a infância. Saiba quais são os mais comuns e como combatê-los.

Inimigo número 1 da actividade física: o ecrã

Qualquer actividade que envolva um ecrã constitui um obstáculo à actividade física. Ver televisão, usar o computador, jogar videojogos ou até mesmo usar um telemóvel são actividades que afastam as crianças de outros tipos de brincadeiras e mantêm a criança sentada ou parada durante longos períodos de tempo. Isto significa que a criança reduz a quantidade de tempo que passa em actividades mais movimentadas e por isso reduz também o seu gasto de energia.

Para além da redução do gasto de energia da criança, que pode contribuir para a obesidade, as actividades que envolvem o ecrã podem ter outras consequências negativas para o desenvolvimento e a saúde da criança. Por exemplo, tem sido demonstrado que ver televisão antes dos 2 anos de idade pode afectar o desenvolvimento da linguagem e também reduzir a capacidade de atenção da criança no futuro.

Sugestões para combater este inimigo

O tempo que a criança passa em actividades que envolvem ecrãs é um hábito que se aprende desde a mais tenra idade. Na correria do dia a dia, é fácil que os adultos caiam na tentação de utilizar a televisão como ama enquanto estão ocupados com outras tarefas. Para conseguirem promover um estilo de vida activo e saudável nas suas crianças é necessário ter bem claras as recomendações dos especialistas:

  • As crianças com menos de dois anos não devem envolver-se em actividades com ecrãs.
  • As crianças com dois a cinco anos devem ter um limite de uma hora para o tempo passado em actividades que envolvam ecrãs, como ver televisão.
  • As crianças não devem ter televisão no quarto de dormir.

Não é só o tempo que importa. Os programas que a criança assiste e os jogos ou outras actividades às quais a criança tem acesso também devem ser alvo de supervisão por parte dos pais e de outros adultos que cuidem da criança.

Por outro lado, para manter a tendência natural da criança para ser activa, não basta reduzir o tempo de televisão, é preciso colocar à sua disposição actividades divertidas e condições para se movimentar! Dar o exemplo e participar em algumas dessas actividades, demonstrando o quanto é agradável e divertido ser activo também é muito importante para que a criança prefira uma vida activa.

Outros inimigos da actividade física

Para além de competir com as actividades com ecrãs, a actividade física enfrenta outros desafios, como a disponibilidade de tempo, de espaços, ou de segurança.

Disponibilidade de tempo: Os horários de trabalho preenchidos dos pais e as longas deslocações entre o trabalho e a casa reduzem o tempo que os pais têm disponível para levar a criança a espaços onde possa movimentar-se livremente.

Sugestões para combater este inimigo: Para enfrentar este desafio é necessário incluir a actividade física na rotina da família e garantir-lhe um tempo diariamente. Reservar um ou dois dias por semana para irem ao parque, envolver a criança em tarefas domésticas, usar as escadas, ir a pé para a escola ou à mercearia do bairro, ou propor à criança actividades que podem ser realizadas dentro de casa, como dançar, são algumas sugestões para enfrentar a falta de tempo.

Disponibilidade de espaço: A falta de espaço em casa ou na vizinhança para a criança se movimentar livremente ou a insegurança dos espaços constituem também obstáculos importantes para a actividade física.

Sugestões para combater este inimigo: Mais uma vez o truque é ser criativo! Em casa, a solução é procurar espaços onde possam, por exemplo, afastar uma mesa de apoio por alguns minutos ou até por alguns dias.

Jogar jogos tradicionais que não exijam espaços muito alargados, como o “Macaquinho do Chinês”, pode ser uma solução para conseguirem brincar ao ar livre. Por fim, reservar um tempo nos fins de semana para um passeio mais longo em família também é uma boa medida. Assim, podem encontrar lugares agradáveis para fazerem juntos actividades que envolvam movimento.

Tempo passado em espaços ou equipamentos que limitam os movimentos: Actualmente existe uma grande disponibilidade de equipamentos atraentes para transportar ou alimentar a criança ou apenas mantê-la entretida e em segurança. Os parques, carrinhos de passeio, cadeiras de comer ou espreguiçadeiras são alguns exemplos desse tipo de equipamentos. São um bom aliado dos pais porque garantem a segurança da criança mesmo quando os pais não têm a possibilidade de a supervisionar a todo o minuto. Mas podem transformar-se num inimigo quando utilizados por longos períodos ou várias vezes durante o dia.

Sugestões para combater este inimigo: O truque é garantir que a criança não passa muito tempo seguido com os seus movimentos limitados e que os pais ou outros adultos que cuidam da criança vão alternando o tempo passado nesses equipamentos com tempo passado numa manta ou simplesmente no chão a gatinhar ou caminhar.   

Não se esqueça, as crianças são naturalmente activas. Mas, para usarem essa tendência natural, têm de ter oportunidades e têm de aprender que é divertido. Reserve tempo, espaço e divertimento diariamente para a actividade física da sua criança.

Bibliografia consultada:

  1. Hunt Candida; Rudolf Mary. Tackling childhood obesity with HENRY. Leeds, UK: Unite/Community Practitioners’ and Health Visitors’ Association, 2008.
  2. Institute of Medicine. Early Childhood Obesity Prevention Policies. Washington, DC: The National Academies Press, 2011.
  3. American Academy of Pediatrics. Children, adolescents, and television. Pediatrics 2001; 107: 423-426.

Professora Doutora Isabel Loureiro

Médica de Saúde Pública, Professora Catedrática, Escola Nacional de Saúde Pública, Universidade Nova de Lisboa

Mestre Ana Rita Goes

Psicóloga, Investigadora, Faculdade de Psicologia, Universidade de Lisboa

Mestre Gisele Câmara

Nutricionista, Bolseira de Investigação, Escola Nacional de Saúde Pública, Universidade Nova de Lisboa

14 de Dezembro de 2011

Conteúdo produzido no âmbito do projecto de produção de Informação do Programa Harvard Medical School-Portugal “Papa Bem: uma abordagem à obesidade infantil”

Este trabalho é co-financiado através da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, QREN E COMPETE

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: