Epiglotite nas crianças

Fonte: 

Tradão e Edição de Imagem Científica:

 

Adaptação Científica:

Dr. Nuno Ferreira

Validação Científica:

Profª Guiomar Oliveira

O que é?

A epiglote é uma pequena cartilagem localizada imediatamente acima da laringe que orienta o fluxo de ar e os alimentos na garganta. Quando respiramos, a epiglote move-se para permitir a entrada de ar nos pulmões. Quando comemos, a epiglote cobre a extremidade superior da traqueia, de forma que os alimentos entram no esófago e não nos pulmões.

A epiglotite é uma infecção actualmente rara mas potencialmente fatal que se caracteriza pelo aparecimento súbito de edema (inchaço) da epiglote, que frequentemente se agrava de forma rápida,  por vezes em  horas. Sem um tratamento atempado, a epiglote pode aumentar o seu tamanho de tal forma que bloqueia a traqueia, dificultando a respiração e podendo causar a morte.

A epiglotite pode surgir em qualquer idade. Até 1985, a epiglotite ocorria mais frequentemente nas crianças com idade compreendida entre os 3 e os 7 anos mas, com o desenvolvimento de uma vacina contra o Haemophilus influenzae tipo b (Hib), a epiglotite é agora cada vez mais rara nas crianças vacinadas.

Manifestações clínicas

Os sinais e sintomas mais comuns de epiglotite incluem:

  • Dor de garganta intensa que surge de forma súbita
  • Febre
  • Falta de ar ou dificuldade em respirar, especialmente em decúbito (deitado)
  • Aumento da salivação e dificuldade em deglutir a saliva
  • Pode-se  ouvir um som quando o doente inspira (denominado estridor)
  • Dificuldade em deglutir
  • Voz abafada
  • Doente com uma posição preferencial sentado direito com o pescoço em extensão e a face ligeiramente inclinada para cima numa posição de “farejar” para conseguir respirar.

Diagnóstico

A epiglotite é uma emergência médica. Se pensar que o seu filho tem esta infecção, procure obter cuidados médicos de emergência imediatamente. Nunca tente observar a garganta de uma pessoa com suspeita de ter uma epiglotite. A pressão sobre a língua para observar a garganta pode fazer com que a epiglote fique ainda mais edemaciada, agravando a obstrução das vias aéreas.

As radiografias do pescoço podem, por vezes, mostrar uma epiglote aumentada de tamanho, mas o tempo necessário para a realização deste exame pode atrasar outros exames importantes e o tratamento.
Depois dos médicos no hospital confirmarem que a epiglote se encontra inflamada, a via aérea é mantida aberta através da utilização de um tubo endotraqueal. São realizados análises de sangue e/ou exames culturais da zaragatoa da garganta para determinar qual o microrganismo que está a causar a infecção.

Evolução clínica

A maior parte das pessoas começa a recuperar dentro de 24 a 48 horas depois de iniciar o tratamento com antibióticos. O tubo endotraqueal pode geralmente ser removidos pouco depois. Contudo, a recuperação completa pode demorar uma semana ou mesmo mais.

Prevenção

A maior parte dos casos de epiglotite nas crianças pode ser prevenida pela vacinação contra as infecções pneumocócica e pelo Hib.

Tratamento

A epiglotite necessita de ser tratada num hospital para que a respiração do doente possa ser monitorizada. Se o doente tiver dificuldade em respirar, pode necessitar de um tubo endotraqueal para respirar.

Os antibióticos devem ser iniciados imediatamente depois da respiração se encontrar estabilizada e de terem sido colhidas amostras de sangue e de exsudado faríngeo. Os antibióticos são administrados inicialmente por via endovenosa e, depois da infecção controlada, podem ser administrados por via oral até o tratamento estar concluído. Podem ser administrados medicamentos adicionais para controlar a febre e a dor.

Quando contactar um médico

Chame uma ambulância ao primeiro sinal de dificuldade respiratória inexplicada, especialmente se acompanhada por dor de garganta, febre, salivação, voz abafada e respiração ruidosa.

Prognóstico

Com o tratamento apropriado, o doente geralmente recupera completamente. No entanto, é essencial reconhecer os sintomas precocemente para que o tratamento possa ser iniciado antes de surgirem dificuldades.

Informação adicional

Sociedade Portuguesa de Otorrinolaringologia
http://www.sporl.net/

Sociedade Portuguesa de Pediatria
http://www.spp.pt/

Direcção Geral de Saúde
Site: http://www.dgs.pt/

Alto Comissariado da Saúde
http://www.acs.min-saude.pt/

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: