Consulta de risco familiar

Prof. Luis Filipe Silva

Oiça, em 1 minuto, o áudio sobreConsulta de risco familiar” com Com o Professor Luís Filipe Silva: Consulta de risco familiar

Leia aqui o artigo:

No nosso quotidiano, vivemos em permanente exposição a situações dos riscos mais diversos (por ex. o andar de carro, o stress profissional,…). Sendo que a nossa percepção dos mesmos nos leva a tomar atitudes no sentido de os minimizar ou mesmo eliminar.

A ocorrência de cancro está também associada a um risco, que pode ser maior ou menor conforme o tipo de cancro, conforme a história familiar de cancro do individuo e conforme os seus comportamentos em termos de saúde individual.
Por exemplo,  estima-se que 1 em cada 9 mulheres virão a ter cancro da mama, provavelmente depois da menopausa.  Sendo que este risco aumenta significativamente quando existe uma história familiar.

Felizmente, existem poucas famílias com cancro hereditário – apenas 5-10% de todos os casos de cancro. No entanto, os portadores de uma alteração genética hereditária podem ter um risco bastante aumentado de virem a ter cancro no futuro. Estima-se, por exemplo, que uma mulher com uma alteração no gene BRCA1 associada ao cancro da mama, tenha entre 50 a 85% de probabilidade de desenvolver cancro da mama, até aos 70 anos de idade.

Para estas famílias, existe uma consulta especializada para as avaliar: a consulta de risco familiar, que tem sede no Instituto Português de Oncologia e nos Hospitais Centrais.

Nesta consulta, médicos ou geneticistas estudam cada caso específico.
Para isso, recorrem a dados de patologia, genética e software de cálculo de risco, podendo mesmo aconselhar a realização de testes genéticos complementares.

A consulta de risco é um serviço do sistema nacional de saúde, acessível através do seu médico de família.

Informe-se junto do seu médico!
Cuide de si.

Conteúdo produzido no âmbito do projecto de produção de Informação do Programa Harvard Medical School-Portugal ” criação um sistema de informação cancro hereditário, com ênfase – cancro da mama e colo-rectal. ”
Este trabalho é co-financiado através da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, QREN E COMPETE

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: