Furúnculos e Antraz

Fonte:

 

Tradão e Edição de Imagem Científica:

Adaptação Científica:

Dr. Nuno Ferreira

Validação Científica:

Prof.Américo Figueiredo

O que é?

Os furúnculos e antraz são infecções cutâneas provocadas, em regra, por bactérias de Gram + (Staphylococcus aureus). Estas infecções formam lesões salientes da pele, infiltradas purulentas na área central com um líquido que inclui bactérias, restos de tecidos mortos e de glóbulos brancos (leucócitos) que lutam contra a infecção. O facto das lesões salientes e pustulosas se denominarem furúnculo ou antraz depende das suas características clínicas:

  • Um furúnculo, é uma infecção dolorosa de um único folículo piloso. Os furúnculos podem atingir o tamanho de uma bola de golfe e, ocorrem, muitas vezes, nas nádegas e coxas, pernas, pescoço, axilas e virilhas.
  • Um antraz é uma infecção cutânea eventualmente mais profunda que envolve um grupo de folículos pilosos infectados na mesma localização cutânea e que confluem entre si. A localização mais frequente do antraz é na parte posterior do pescoço (nuca), ombros, ancas e coxas e são particularmente comuns em pessoas de meia idade ou homens idosos. As pessoas com diabetes têm mais probabilidades de desenvolver antraz.

Manifestações clínicas

Um furúnculo tem o aspecto de uma lesão saliente, vermelha e dolorosa por baixo da pele. À medida que a infecção se agrava, pode aparecer uma ponta esbranquiçada e purulenta no centro do furúnculo. Em regra, esta ponta é a área através da qual o pús do furúnculo se irá esvaziar. Um antraz parece uma acumulação de furúnculos interligados com diversos pontos purulentos.

Sempre que existe um furúnculo ou um antraz, também pode também haver febre e mal estar. Há mais probabilidades de haver febre com um antraz do que com um único furúnculo.

Diagnóstico

O seu médico pode diagnosticar um furúnculo ou antraz ao examinar a pele. Se tiver vários furúnculos num breve período de tempo, o seu médico pode efectuar análises ao sangue para verificar a presença de diabetes ou outros problemas médicos que podem aumentar o risco de infecções repetidas.

Evolução Clínica

Em muitas pessoas, de outro modo, saudáveis, um pequeno furúnculo irá formar uma ponta branca (tipo cabeça) e esvaziar ao fim de cinco a sete dias podendo destacar-se também uma área de tecido (carnicão). No entanto, os furúnculos ou antraz muito grandes podem ter uma maior duração e podem não drenar por si só. Neste caso, podem haver necessidade de tomar antibióticos e, mais raramente, ter de ser drenados por um médico.

Prevenção

Se tem uma área de pele predisposta a furúnculos ou antrazes, mantenha-a limpa e seca e evite usar roupa apertada. A lavagem diária com sabão antisséptico também pode ser útil. Ao primeiro sinal de irritação ou ao detectar um inchaço num folículo piloso, use compressas quentes para abrir o poro bloqueado e tentar drenar qualquer infecção inicial. Se desenvolver sinais de inflamação ou infecção num folículo piloso (foliculite) em resultado de se barbear, deve evitar continuar a barbear-se nessa área para evitar que as bactérias se propaguem, por arrastamento, para outras partes da pele.

Tratamento

Podem tratar-se os pequenos furúnculos com calor húmido (habitualmente, usa-se um pano húmido quente) aplicado durante 20 a 30 minutos, 3 ou 4 vezes ao dia. Isto irá ajudar o furúnculo a esvaziar por si. A partir do momento em que o furúnculo esvazia, cubra-o com uma compressa limpa para proteger a pele e absorver o pús que vai saindo. Lave a área afectada, diariamente, com sabonete antisséptico para evitar que a infecção se propague. Qualquer pessoa que ajude a cuidar da área infectada também deve lavar as mãos minuciosamente com o mesmo sabonete.

Os grandes furúnculos e antrazes devem ser tratados com antibióticos. Em alguns casos, o médico poderá ter necessidade de drenar a área infectada através de uma pequena incisão. Isto irá aliviar a dor e pode acelerar a recuperação. Se a infecção for totalmente drenada, pode não haver necessidade de antibióticos. Se a infecção for profunda, o seu médico pode fazer um penso oclusivo utilizando gaze esterilizada. A gaze pode manter a incisão aberta, o que irá permitir o esvaziamento total do furúnculo. Depois a cavidade vai fechar lentamente, tornando-se mais plana com o tempo até que seja uma ferida superficial. Pode ter de voltar ao médico algumas vezes para mudar a gaze e o penso.

Quando Contactar um Médico

Chame o médico sempre que apresentar um antraz, um grande furúnculo ou um furúnculo que não melhore ao fim de uma semana de tratamento com compressas quentes conforme descrito. Se tiver diabetes, deve contactar o seu médico mesmo que desenvolva um pequeno furúnculo, dado que está mais predisposto a desenvolver infecções graves. Peça para ser examinado de imediato se um furúnculo de qualquer dimensão:

  • Se desenvolver num bebé
  • Se localizar no rosto, recto, virilha ou sobre a coluna
  • Produzir febre ou dor intensas
  • Interferir com os movimentos
  • Provocar inchaço, marcas vermelhas ou outra descoloração na pele circundante

Se foi tratado com antibióticos devido a um furúnculo ou antraz e a infecção não parece estar a responder dentro de um a dois dias, contacte o seu médico novamente. A infecção pode ser provocada por um tipo de bactéria que é resistente a vários antibióticos usados com frequência. Esta bactéria pode ser um S. Aureus resistente à meticilina adquirida na comunidade (MRSA adquirida na comunidade). Para tratar este tipo de infecção, o seu médico necessita saber que o primeiro antibiótico não foi útil. Pode necessitar de tomar um tipo diferente de antibiótico.

Se tem tido vários episódios de furúnculos num breve período de tempo, consulte o seu médico dermatologista. O médico pode verificar se uma doença médica não diagnosticada está a afectar a capacidade do corpo em lutar contra as infecções ou se é um portador de Staphylococcus aureus.

Prognóstico

Grande parte dos furúnculos pequenos curam-se sem deixar cicatriz. Em regra, quanto maior o furúnculo ou antraz, maior a probabilidade de vir a deixar uma cicatriz. Devido a esta situação e à possibilidade de disseminação, deve consultar um médico dermatologista se tiver um furúnculo no rosto. O tratamento antibiótico e a drenagem cirúrgica podem ajudar a limitar a formação de cicatrizes.

Informação Adicional

Sociedade portuguesa de dermatologia

http://www.dermo.pt/pt/home.asp

Direcção Geral de Saúde

http://www.dgs.pt/

Anúncios

Uma resposta to “Furúnculos e Antraz”

  1. jorge manuel bastos das neves Says:

    Elucidativo e pertinente.
    Uma mais valia.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: