Informação Saúde de qualidade para o publico de língua portuguesa

Rita M. Lírio

Uma busca esta semana no motor de pesquisa google pela palavra saúde, revela 266.000.000 resultados. Por onde começar?

Está consciente que muita da informação a que vai aceder não é credível, clara, isenta ou transparente quanto às fontes de financiamento que dão origem a informação que lhe é disponibilizada?

O Programa Harvard Medical School – Portugal (HMS-PT) enquadra-se na necessidade de disponibilizar ao público de língua portuguesa, informação em saúde de alta qualidade e de acesso gratuito, com o objetivo de promover estilos de vida tendencialmente mais informados e mais saudáveis.

Leia o resto deste artigo »

Anúncios

O Programa Mais Ciência Melhor Saúde, informação de saúde de qualidade, tem hoje o seu final

Prof. António Vaz Carneiro

Oiça, em 1 minuto, o áudio sobre o  Programa Mais Ciência Melhor Saúde com o Prof. António Vaz Carneiro: O Programa Mais Ciência Melhor Saúde

Há exatamente há um ano, o Programa de Informação para o público Harvard Medical School Portugal criou, em parceria com a TSF, o espaço Mais Ciência Melhor Saúde.

Todos os dias da semana – antes das 8 horas da manhã e das 6 h da tarde – foi transmitido um tema de saúde novo, com o objectivo de informar os cidadãos com material de elevada qualidade técnico-científica, mas ao mesmo tempo compreensível.

Este programa desenvolveu o maior sistema de produção de informação médica para o público de língua portuguesa alguma vez criado no nosso País.

Presentemente, os mais fortes canais de comunicação em Portugal colaboram com o Programa Harvard Medical School Portugal contribuindo para mais de 100 milhões de visualizações de conteúdos por mês em diversos meios como a televisão, a rádio, os portais Web, todos os centros comercias do país, estações de serviço, serviços municipais ligados a área da actividade física, etc.

Durente o ano de 2012, estudantes de medicina percorrerão centenas de escolas secundárias de todos os distritos, em acções presenciais educativas com base nos conteúdos de informação de saúde semelhantes aos do Programa Harvard Medical School Portugal.

Este é hoje um projecto de enorme sucesso e com grande impacto na opinião pública e na comunidade médica e de investigação, detendo uma estrutura única de recursos, com uma rede nacional de 130 especialistas seniores apoiando a produção e validação científica de conteúdos provenientes de todas as faculdades de medicina, de 22 hospitais e dos laboratórios associados.

O sucesso do programa Harvard Medical School Portugal dependeu sempre da colaboração graciosa destes profissionais de saúde (acima de tudo médicos), assim como de instituições que se quiseram juntar a este projecto único de promoção da literacia em saúde para os cidadãos portugueses.

A todas estas pessoas gostaríamos de deixar aqui – em nosso nome e do Programa – os mais sinceros agradecimentos por um magnífico trabalho, que teve grande sucesso e impacto público.

Bem hajam!

À TSF, os nossos agradecimentos por esta colaboração exemplar, prova da sua visão institucional e da dimensão social que possui.

Finalmente, um obrigado especial aos nossos ouvintes, que souberam como ninguém reconhecer a excelência dos conteúdos e das mensagens aqui deixadas.

Até breve!

A literacia em saúde e a sua importância prática

Prof. António Vaz Carneiro

Oiça, em 1 minuto, o áudio sobre “A literacia em saúde e a sua importância prática” com o Prof. António Vaz Carneiro: A literacia em saúde e a sua importância prática

Muita agente acredita que sabe o suficiente sobre saúde para decidir sobre a maioria das situações que ocasionalmente vão surgindo nas suas vidas.

De facto, uma simples constipação, ou uma entorse, ou uma dor de cabeça são habitualmente lidadas sem tratamento, ou com medicação facilmente disponível em farmácias ou outros locais de venda.

E está certo que assim seja, já que a maior parte destas situações evolui favoravelmente e sem problemas.

Mas quando se trata de uma doença mais complicada, de características crónicas, então a informação é muito importante.

O caso mais típico é o da diabetes, em que a educação do doente – aqui entendida como a dieta que ingere, o exercício que faz, a medicação que toma, etc. – é absolutamente essencial para um correcto e eficaz tratamento.

Mas também a informação é essencial na ausência de doença, nomeadamente na adopção de estilos de vida saudáveis e de medidas preventivas eficazes.

Mas onde se encontra a informação de qualidade e relevante para o problema médico que o preocupa?

Existem muitas fontes, a começar pelo seu médico assistente, claro. Também o programa como este – o Harvard Medical School Portugal -fornece essa informação. O que deve evitar é ir à internet sem critério, já que a maior parte dos dados que obtém são falsos e, sob o ponto de vista científicos, errados.