Dicas sobre Saúde

Para ajudar o seu filho a lidar com o medo do escuro, pode perguntar-lhe se é útil deixar a porta do seu quarto aberta durante a noite ou colocar uma luz de presença no quarto.

Anúncios

Asma na criança – diagnóstico diferencial e meios complementares

Drª Eva Gomes

Oiça, em 1 minuto, o áudio sobre “Asma na criança – diagnóstico diferencial e meios complementares” com a Drª Eva Gomes: Asma na criança – diagnóstico diferencial e meios complementares

A asma brônquica caracteriza-se por episódios recorrentes de sibilância (ou pieira/chiadeira), tosse e dificuldade respiratória. É importante o diagnóstico diferencial com outras patologias tais como a fibrose quistica, a displasia broncopulmonar, o refluxo gastroesofágico e a disfunção das cordas vocais. Também as doenças da via aérea superior em que há acumulação de secreções e escorrência posterior para a faringe podem simular asma devendo ser identificadas e tratadas.

Na criança em idade pré-escolar, o diagnóstico de asma pode ser realmente difícil.

As provas de função respiratória são importantes no diagnóstico diferencial. Começa a ser possível estudar a função respiratória em crianças a partir dos 3 anos. Mas é pelos 5 anos, que a maioria das crianças já colabora na execução de provas de função respiratória.
Os testes cutâneos de alergia são necessários para identificar se há alergénios relevantes envolvidos de forma a ajustar o tratamento às necessidades específicas de cada doente.

O que fazer se o meu filho for obeso?

"Uma abordagem à obesidade infantil"

A obesidade infantil deve ser tratada o quanto antes. Em primeiro lugar, porque muitas das complicações associadas à obesidade, como a tensão alta e a diabetes, podem surgir em idades muito jovens. Depois, porque o risco de a obesidade se manter até à idade adulta é muito elevado.

O tratamento da obesidade infantil deverá sempre envolver o acompanhamento de um médico e de outros profissionais de saúde. Contudo, pode ser muito importante para os pais e outros cuidadores de crianças com excesso de peso ou obesidade saber do que consiste, quais os objetivos, possíveis dificuldades, e resultados esperados do tratamento. Assim, poderão compreender melhor as orientações recebidas e terão mais facilidade em colaborar em todo o processo. Confira a seguir!

Leia o resto deste artigo »

Edição da Manhã, SIC Notícias:Convulsões febris com a análise do Dr. António Levy

O pediatra, Dr. António Levy, esteve no programa “Edição da Manhã” da SIC Notícias, para falar  de convulsões febris nas crianças que surgem após um aumento súbito da temperatura corporal.

Veja o vídeo aqui:

Leia o artigo aqui: Convulsões febris

O meu filho tem um amigo imaginário. Devo ficar preocupada?

Prof. Luís Filipe Gomes

Oiça, em 1 minuto, o áudio sobrePerguntas frequentes sobre filho de 3 anos: O meu filho tem um amigo imaginário. Devo ficar preocupada?” com o Professor Luís Filipe Gomes: O meu filho tem um amigo imaginário. Devo ficar preocupada?

Leia o texto do áudio aqui:

É normal que o seu filho tenha um amigo imaginário ou mesmo um irmão ou uma irmã imaginários. Por volta do seu segundo aniversário, a criança começa frequentemente a brincar ao faz de conta. Isto pode significar qualquer coisa desde ter um amigo imaginário, a contar histórias inventadas e a construir um mundo de fantasia utilizando lençóis e almofadas sob a mesa da sala de jantar. A imaginação é importante para o desenvolvimento das crianças. Através das brincadeiras imaginárias, as crianças realizam uma aprendizagem sobre o mundo que as rodeia e exploram os seus sentimentos e emoções.

Os amigos imaginários também proporcionam às crianças uma oportunidade para serem responsáveis. O seu filho ainda não pode controlar grande coisa na sua vida, mas pode notar que ele gosta de dizer a um amigo imaginário o que deve fazer e quando deve fazê-lo!

Prevenção e controlo da asma da criança.

Prof. Mário de Almeida

Edição de Imagens:

Leia o artigo aqui:

”Sempre a tossir”, “sempre cansado”, “não consegue correr”, “afasta-se dos outros pois não quer ficar para trás”, “sempre constipado”, ”sempre a tomar antibiótico”, “acorda sempre com sono”, “parece que tem gatos no peito”, “ressona tanto”, “muitas medicações e sempre na mesma”, “parece eu quando era criança”, “diziam que passava com a idade mas começo a duvidar”…

As crianças podem ter asma desde os primeiros meses de vida, existindo ainda um imenso atraso em termos de diagnóstico. E se os casos de asma não são diagnosticados como poderão ser prevenidos e controlados?

Existe muita tolerância perante situações incrivelmente perturbadoras da qualidade de vida da criança e da sua família. E o controlo aqui tão perto… Como se pode então inverter esta situação? Diagnosticar!!!

Leia o resto deste artigo »

Brincadeiras activas para um crescimento saudável no primeiro ano de vida

Prof. Ana Rita Goes

Oiça, em 1 minuto, o áudio sobre Obesidade Infantil pela Prof. Ana Rita Goes: Brincadeiras activas para um crescimento saudável no primeiro ano de vida

Leia aqui o artigo:

A actividade física é fundamental para o desenvolvimento saudável das crianças. As crianças activas são mais saudáveis, mais fortes, mais sociáveis e mais confiantes. Para as crianças, a melhor forma de fazer actividade física é brincar!

O que são brincadeiras activas?

As brincadeiras activas são todas as actividades físicas feitas pelas crianças que incluem momentos de maior intensidade, ou seja, que fazem com que o coração fique mais acelerado e a respiração mais ofegante.  

As brincadeiras activas podem ser estruturadas ou não estruturadas. As brincadeiras activas estruturadas são um tipo de actividade organizada que envolve regras, limites de tempo ou equipamentos especiais. São exemplos de brincadeiras activas estruturadas as aulas de natação, de dança ou de ginástica, e os jogos desportivos. Já as brincadeiras activas não estruturadas são actividades ou jogos espontâneos, como dançar em casa ao som de uma música, correr com os amigos, saltar, jogar à bola ou brincar num parque.

Mesmo antes de começarem a andar os bebés já podem brincar activamente. Para um bebé uma brincadeira activa pode ser esticar-se para alcançar um objecto, rebolar, baloiçar o corpo enquanto está sentado, rastejar ou gatinhar.   

Leia o resto deste artigo »