Edição da manhã, Sic Notícias – Doença arterial periférica em, com o Prof. José Fernandes e Fernandes

Prof. José Fernandes e Fernandes

O Professor José Fernandes e Fernandes, cirurgião vascular e Diretor da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, falou sobre a doença arterial periférica, um problema que surge quando não existe um fluxo suficiente de sangue nas pernas, normalmente associada à aterosclerose.

Veja o vídeo aqui:

Leia o artigo aqui: Doença arterial periférica

Anúncios

O que é um Bypass Coronário?

Dr. Ângelo Nobre

Oiça, em 1 minuto, o áudio sobre Bypass Coronário, pelo Dr. Ângelo Nobre:

“O que é um Bypass Coronário?

Leia o artigo do áudio aqui:

O bypass coronário, também denominado cirurgia de pontagem coronária ou de revascularização coronária, é um procedimento que permite que o sangue contorne (ou faça uma ponte sobre) uma secção obstruída em uma ou mais artérias coronárias.

As artérias coronárias são os vasos sanguíneos que fornecem oxigénio e nutrientes ao coração.

Na doença coronária o lúmen (interior) destas artérias encontra-se estreitado pela acumulação de gordura e de colesterol em placas (aterosclerose), com diminuição da quantidade de sangue que chega ao coração.

Habitualmente esta intervenção cirúrgica é necessária nos casos em que diversas artérias coronárias estão obstruídas de forma generalizada. E o que acontece é que o cirurgião utiliza um vaso sanguíneo de outra parte do corpo para formar um novo canal (pontagem) de modo a que o sangue possa fluir contornando a área obstruída de uma ou mais artérias.

Veja ainda o vídeo aqui: “O que é exactamente um Bypass Coronário?

Leia também o artigo: “O que é um Bypass Coronário”

O que é um Bypass Coronário?

Fonte: 

Tradão e Edição de Imagem Científica:

 

Adaptação Científica:

Drª.Carolina Vaz Macedo

Validação Científica:

Prof. António Vaz Carneiro

Leia aqui o artigo:

O que é?

O bypass coronário, também denominado cirurgia de pontagem coronária ou de revascularização coronária, é um procedimento que permite que o sangue contorne (ou faça uma ponte sobre) uma secção obstruída em uma ou mais artérias coronárias.

As artérias coronárias são os vasos sanguíneos que fornecem oxigénio e nutrientes ao coração. Existem várias artérias coronárias e os seus nomes estão relacionados com a localização (ex: ramo principal da artéria coronária esquerda, artéria coronária descendente anterior e artéria coronária direita).

Na doença coronária o lúmen (interior) destas artérias encontra-se estreitado pela acumulação de gordura e de colesterol em placas (aterosclerose), com diminuição da quantidade de sangue que chega ao coração. Estas placas podem ainda romper, levando à formação de um coágulo de sangue que pode obstruir a artéria e interromper de forma abrupta o fluxo de sangue para o coração, originando um ataque cardíaco.

Leia o resto deste artigo »

O que é a Angina de Peito?

Fonte: 

Tradução e Edição de Imagem Científica:

Adaptação Científica:

Drª.Carolina Vaz Macedo

Validação Científica:

Prof. António Vaz Carneiro

Oiça, em 1 minuto, o áudio sobre Cardiologia pelo Prof. Lino Gonçalves: «O que é a angina de peito?»

Veja o vídeo aqui:

Leia o artigo aqui:

O que é?

A angina de peito, também chamada de angor pectoris, é um desconforto ou dor no peito que ocorre quando não chega às células musculares do coração sangue rico em oxigénio em quantidade suficiente. A angina não é uma doença mas sim um sintoma de uma condição mais grave, normalmente uma doença coronária, em que os vasos que fornecem sangue ao coração se apresentam estreitados ou obstruídos. A doença coronária é normalmente causada pela aterosclerose, uma situação em que depósitos gordos (chamados “placas”) se formam ao longo das paredes interiores dos vasos sanguíneos. Apesar de a angina afectar mais frequentemente homens de meia-idade ou mais velhos, pode ocorrer em ambos os sexos e em todas as faixas etárias.

Leia o resto deste artigo »

Prova de Esforço: o que é?

Fonte: 

Tradão e Edição de Imagem Científica:

 

Adaptação Científica:

Drª.Carolina Vaz Macedo

Validação Científica:

Dr. Rui Cruz Ferreira

Oiça, em 1 minuto, o áudio sobre Testes de Diagnóstico pelo Dr. João Sousa: Prova de Esforço

Leia o artigo aqui:

O que é?

A prova de esforço, também conhecida como prova do tapete rolante ou prova de tolerância ao exercício, indica se o coração consegue obter fluxo de sangue e oxigénio suficientes quando está a trabalhar no seu máximo, durante o exercício físico. As provas de esforço são por regra realizadas em pessoas com dor no peito ou com outros sintomas que sugerem uma doença coronária, habitualmente após um exame médico e realização de um electrocardiograma (ECG). No entanto, estes exames são, por vezes, usados para outros fins, como a avaliação da eficácia de um tratamento para a doença cardíaca ou a aferição da segurança de um programa de exercício proposto.

A saúde do coração pode ser examinada durante e após o exercício físico, quer através da realização de um ECG quer de um ecocardiograma (ecografia do coração). Quando neste teste se utiliza um ecocardiograma é usada a denominação “ecocardiograma de esforço ou de sobrecarga”.

As provas de esforço encontram-se entre os melhores instrumentos para o diagnóstico de doença cardíaca e alguns estudos sugerem que podem igualmente ser úteis para estimar o risco de doença nas pessoas que não têm sintomas mas que apresentam factores de risco como, por exemplo, um nível elevado de colesterol no sangue. A realização de uma prova de esforço deverá ser considerada em pessoas, sobretudo com mais de 40 anos, que apresentam um risco aumentado de doença coronária devido, por exemplo, ao facto de fumarem ou serem hipertensas.

Leia o resto deste artigo »

O que é um Electrocardiograma?

Fonte: 

Tradão e Edição de Imagem Científica:

 

Adaptação Científica:

Drª.Carolina Macedo

Validação Científica:

Prof. António Vaz Carneiro

Oiça, em 1 minuto, o áudio sobre Cardiologia pelo Dr. Carlos Morais: Electrocardiograma

Leia aqui o artigo:

O que é?

Electrocardiograma (ECG) é um processo indolor que regista a actividade eléctrica do coração. São colocados pequenos eléctrodos de metal nos punhos, nos tornozelos e no peito, sendo os sinais eléctricos transmitidos a partir desses eléctrodos, através de fios condutores, até à máquina de ECG, que, por sua vez, os transforma em padrões ou ondas. Diferentes ondas representam diferentes áreas do seu coração através do qual fluem correntes eléctricas que estimulam os músculos do coração para se contraírem e relaxarem. A onda P representa a corrente nas câmaras superiores do coração (as aurículas), o complexo QRS representa a corrente nas câmaras inferiores do coração (os ventrículos) e a onda T representa o breve “período de descanso” do coração, quando ele se recarrega electricamente (repolariza) entre os batimentos cardíacos.

As ondas do ECG são registadas em papel à medida que se movem na máquina de ECG, revelando a frequência e o ritmo cardíacos. O aspecto dos padrões das ondas pode proporcionar indícios importantes sobre uma lesão do músculo cardíaco ou uma irritação da membrana que envolve o coração (denominada pericárdio).

Na maior parte dos casos, um ECG básico demora aproximadamente 5 a 10 minutos e pode ser realizado num consultório médico, num laboratório de electrocardiografia ou num hospital.

Leia o resto deste artigo »

Dicas sobre Saúde

Sabia que as pessoas com doença coronária muitas vezes não têm dor no peito? Alguns dos sinais de alarme mais comuns são a falta de ar, um cansaço fora do normal e suores frios durante o esforço físico.