Teste de Papanicolaou

Sofia Ribeiro

Oiça, em 1 minuto, o áudio sobre o Teste de Papanicolaou com Sofia Ribeiro: Teste de Papanicolaou

Leia o texto do áudio aqui:

O teste de Papanicolaou, ou colpocitologia, é o procedimento de rastreio para o cancro do colo do útero, sendo utilizado principalmente para detetar alterações pré-cancerosas que podem evoluir para uma neoplasia maligna.

Em Portugal, é recomendado que o teste de Papanicolaou seja feito pelas mulheres com idades entre os 25 e 60 anos, com vida sexual ativa, durante o exame ginecológico de rotina. As mulheres devem evitar duches vaginais e relações sexuais nos três dias anteriores ao exame. Ao fim de três testes negativos com um ano de intervalo, o exame passa a ser realizado em intervalos de dois a três anos.

O exame envolve raspar suavemente o colo do útero para obter uma amostra de células que serão enviadas para o laboratório e examinadas ao microscópio para pesquisar alterações. No entanto, é um procedimento seguro e indolor que permite à mulher regressar de imediato às suas normais atividades diárias.

Leia o artigo aqui: Teste Papanicolaou

Vacina contra o HPV recomendada para os rapazes

Fonte:

Tradão e Edição de Imagem Científica:


Leia aqui o artigo:

Um painel de especialistas afirma que os rapazes devem ser vacinados para prevenir um vírus que causa cancro do colo do útero, bem como diversos outros tipos de cancro. A vacina Gardasil encontra-se aprovada tanto para as raparigas como para os rapazes e confere proteção contra o papilomavírus humano (HPV), que causa as verrugas genitais. Alguns tipos de HPV causam também praticamente todos os casos de cancro do colo do útero. O HPV pode causar igualmente cancros do ânus, do pénis, da vulva, da vagina, da cabeça e do pescoço. Este vírus é disseminado através do contacto cutâneo durante as relações sexuais. Um comité de especialistas afirmou em 25 de outubro que os rapazes devem receber a vacina Gardasil aos 11 ou 12 anos de idade. Os U.S. Centers for Disease Control and Prevention geralmente seguem os conselhos deste grupo. As orientações atuais recomendam a vacinação de todas as raparigas com esta vacina ou com outra versão denominada Cervarix, para conferir proteção contra o cancro do colo do útero. A Cervarix não está aprovada para ser utilizada em rapazes. Parte da razão para a nova recomendação é o facto da vacinação dos rapazes poder ajudar a prevenir a disseminação do HPV nas raparigas. Apenas metade das raparigas elegíveis recebeu injeções contra o HPV e apenas um terço recebeu as três doses recomendadas. A Associated Press escreveu sobre a nova recomendação.

Leia o resto deste artigo »

Cancro do colo do útero

Fonte: 

Tradão e Edição de Imagem Científica:

 

Adaptação Científica:

Dr. André Carvalho

Validação Científica:

Dr. Ricardo da Luz

Oiça, em 1 minuto, o áudio sobre Cancro pelo Prof. Ricardo da Luz: Cancro do Colo do Útero

Faça o Quiz aqui: Questionário sobre Cólo do Útero

Leia o artigo aqui:

O que é?

O colo do útero é uma estrutura pequena que, constituindo a entrada do útero, faz a ligação entre este e a vagina.

O cancro do colo do útero começa na camada mais superficial do colo do útero, denominada de epitélio cervical. Aqui têm início as pequenas alterações que posteriormente tornam as células epiteliais normais em células cancerosas que se multiplicam descontroladamente. O cancro do colo do útero cresce, em geral, de forma lenta e permanece confinado ao revestimento do colo do útero durante cerca de 10 anos. Quando o cancro do colo do útero se estende para além desta camada, invadindo em profundidade, aumenta o risco de invadir os órgãos próximos, incluindo o útero, a vagina, a bexiga e o recto.

Leia o resto deste artigo »