Dicas sobre Saúde

É possível ter aterosclerose durante muitos anos sem ter sintomas. Se apresentar sintomas de um problema relacionado com a aterosclerose, contacte imediatamente o seu médico.

Anúncios

Que sintomas são mais preocupantes em termos de doença?

Prof. António Vaz Carneiro

Oiça, em 1 minuto, o áudio sobre “Que sintomas são mais preocupantes em termos de doença?” com o Prof. António Vaz Carneiro: Que sintomas são mais preocupantes em termos de doença?

É sabido que todos somos um pouco hipocondríacos, isto é, nos preocupamos um pouco demais com a possibilidade de termos uma doença grave.

E isto é mais verdade quando de repente temos um sintoma inesperado, uma dor abdominal incomodativa, uma tontura prolongada, uma tosse que parece não passar, por exemplo.

A questão então coloca-se: que sintomas serão mais preocupantes em termos de gravidade, isto é, que possam significar uma doença grave?

Isto mesmo foi analisado recentemente, num estudo em que os investigadores se preocuparam em avaliar um conjunto de sintomas em doentes ambulatórios, procurando identificar os que poderiam ser provocados por uma doença cancerosa.

Os 4 sintomas seleccionados foram o aparecimento de sangue na urina ou na expectoração, dificuldade em engolir e perda de sangue pelo recto.

Os autores concluíram que apenas em 2-7% se detectou um cancro, isto é, que em cada 100 doentes com este sintomas, estes eram causados por doenças benignas em 93-98 doentes.

Que concluir?

A maior parte dos sintomas em cuidados primários – mesmo alarmantes como os citados – não representam doença maligna. No entanto, se persistirem ou se agravarem, deve procurar assistência médica imediata.

Dicas úteis para prevenção de Lombalgias

Prof. Helena Canhão

Leia aqui o artigo:

Manter uma postura correcta, não só em repouso como na execução das várias actividades diárias, é de importância fundamental para a saúde do aparelho locomotor. Permite por exemplo, prevenir ou minorar a dor como cervicalgias e lombalgias, contracturas musculares e lesões por traumatismos repetidos.

No entanto, nem sempre executamos correctamente as actividades domésticas, profissionais e lúdicas no dia-a-dia. Mas por vezes basta um pouco mais de atenção e cuidado, para efectuar de forma mais correcta algumas actividades do seu quotidiano e sobretudo evitar os erros que podem ser mais prejudiciais para a saúde e o equilíbrio do aparelho locomotor.

Leia o resto deste artigo »

O que é a Lombalgia

Prof. Helena Canhão

Leia aqui o artigo:

Lombalgia significa dor na região da coluna lombar. Não é por isso uma doença, mas sim um sintoma que pode ser a forma de expressão clínica de variadas doenças. Ou seja, doenças diferentes podem manifestar-se por dor na coluna lombar.

A lombalgia é muito importante no contexto individual porque acarreta dor e incapacidade, mas também apresenta um grande impacto na sociedade. É uma das patologias mais frequentes na prática médica, afectando 65 a 80% da população. Representa um terço das queixas reumáticas, é a causa mais frequente de incapacidade nos indivíduos com menos de 45 anos e, nos trabalhadores manuais, representa 63% das causas de reforma por invalidez.

Leia o resto deste artigo »

Edição da Manhã, SIC Notícias: Lombalgia pelo Prof. Jaime Branco

Prof. Jaime Branco

O Prof. Jaime Branco, Consultor cientifico do Programa Harvard Medical School-Portugal/Faculdade de Ciências Médica da U. Nova de Lisboa/ Director Serviço de Reumatologia Centro Hospitalar Lisboa Ocidental, esteve no programa Edição da Manhã, da SIC Notícias, para falar sobre a Lombalgia como forma de manifestação de várias doenças.

Veja o vídeo aqui:

Veja o artigo sobre Lombalgia aqui: “O que é a Lombalgia”

Veja ainda as dicas a ter em conta aqui: “Dicas úteis para prevenção de Lombalgias