Obstrução por cerúmen do canal auditivo externo

Fonte:

 

Tradão e Edição de Imagem Científica:

Adaptação Científica:

Dr. Tiago Villanueva

Validação Científica:

Drª Luísa Monteiro

O que é?

No canal auditivo externo, as células produzem uma espécie de cera denominada cerúmen que fixa as partículas de poeira e de sujidade. O cerúmen também repele a água, protegendo a membrana delicada do tímpano de ser lesada. O cerúmen é gradualmente removido para o exterior pelo revestimento do canal auditivo externo, transportando os resíduos que fixou. Por fim, o cerúmen seca e cai do ouvido em pequenos flocos que passam despercebidos.

A produção normal de cerúmen é saudável e boa para os ouvidos. No caso de uma pessoa formar uma quantidade excessiva de cerúmen, este pode obstruir o ouvido mas, mais frequentemente, este problema deve-se a cuidados inadequados e à deficiente limpeza do ouvido. Se a pessoa empurrar cotonetes, lápis, o dedo ou outros objectos para dentro do canal auditivo externo para tentar remover o cerúmen, a força exercida pode empurrar o cerúmen mais para dentro e comprimi-lo de encontro ao tímpano. A obstrução do ouvido pelo cerúmen, também denominada impactação de cerúmen, constitui uma causa comum de diminuição temporária da acuidade auditiva.

Leia o resto deste artigo »

Anúncios

Infeção do ouvido médio (Otite Média)

Fonte: 

Tradão e Edição de Imagem Científica:

Adaptação Científica:

Dr. Nuno Ferreira

Validação Científica:

Drª Luísa Monteiro

O que é?

O ouvido médio ocupa uma área (semelhante a uma caixa quadrangular) por trás do tímpano, que está conectada à parte posterior e superior da faringe (ao fundo do nariz), por meio de um canal designado Trompa de Eustáquio. As infeções do ouvido médio, conhecidas também por otites médias, podem ocorrer sempre que um determinado fator bloqueie a drenagem da trompa de Eustáquio. Nessas condições, ocorre uma acumulação de fluidos e tal ambiente é favorável à proliferação das bactérias ou vírus que migraram através da trompa de Eustáquio para o interior do ouvido médio.

As infeções do ouvido médio são uma causa da perda de audição moderada e reversível nas crianças e são também o principal motivo de consultas de urgência em idade pediátrica. A sua gravidade pode chegar ao ponto de provocar uma perfuração do tímpano, havendo ainda a possibilidade de se propagar a áreas adjacentes, como por exemplo à zona óssea situada atrás da orelha, isto é à mastóide. Os adultos também podem apanhar infeções do ouvido médio, mas são as crianças, sobretudo as que frequentam creches e jardins-de-infância quem corre um maior risco de sofrer estas infecções.

Leia o resto deste artigo »

Otite média crónica, colesteatoma e mastoidite

Drª Luísa Monteiro

Oiça, em 1 minuto, o áudio sobre “Otite média crónica, colesteatoma e mastoidite” com a Drª Luísa Monteiro: Otite média crónica, colesteatoma e mastoidite

Leia o texto do áudio aqui:

A otite média crónica representa um conjunto de problemas do ouvido médio tais como uma perfuração do tímpano que não cicatriza ou uma infecção do ouvido médio que não melhora. Um orifício que não cicatriza dentro de seis semanas é denominado otite média crónica.

 Uma das melhores formas de prevenir a otite média crónica consiste em tratar prontamente qualquer infecção do ouvido. Com um tratamento antibiótico imediato e com uma aspiração do ouvido, cerca de 9 em cada 10 doentes conseguem obter a cura. Depois de uma infecção ter sido tratada, um tímpano perfurado pode necessitar de ser reparado para prevenir futuras infecções.

 Contacte o seu médico se tiver líquido turvo ou com mau odor a sair dos ouvidos, dificuldade em ouvir, inchaço, dor ou vermelhidão atrás do ouvido,acompanhada de febre, bem como dor intensa ou persistente no ouvido, tonturas, dores de cabeça, ou paralisia facial.

Leia o artigo aqui: Otite média crónica, colesteatoma e mastoidite

Perfuração do tímpano

Drª Luísa Monteiro

Oiça, em 1 minuto, o áudio sobre “Perfuração do tímpano” com a Drª Luísa Monteiro: Perfuração do tímpano

Leia o texto do áudio aqui:

O tímpano é uma membrana extremamente fina que separa o canal auditivo externo (a parte do ouvido que está aberta para o exterior) do ouvido médio.

 O tímpano pode sofrer uma perfuração facilmente, na maioria das vezes causada por infecção mas também por inserção de um objecto, como um cotonete ou um palito, um ruído muito alto ou um traumatismo craniano.

 Os sintomas de uma perfuração do tímpano incluem dores de ouvidos, perda súbita – total ou parcial – de audição ou sangramento ou descarga líquido pelo canal auditivo. Na maioria dos casos uma perfuração do tímpano resolve em poucas semanas, podendo levar até dois meses a curar. A exposição à água ou um novo trauma podem atrasar o processo de cura.

 Caso o tímpano não cicatrize ao fim de dois meses, o seu médico poderá recomendar uma cirurgia designada por timpanoplastia, com excelentes possibilidades de cura.

Leia o artigo aqui: Perfuração do tímpano

Dor de ouvidos

Drª Luísa Monteiro

Oiça, em 1 minuto, o áudio sobreDor de ouvidos” com a Drª Luísa Monteiro: Dor de ouvido

Leia o texto do áudio aqui:

A dor num ou em ambos os ouvidos pode ocorrer por muitas razões, algumas não relacionadas com o próprio ouvido.

 Se o líquido situado atrás do tímpano ficar infectado, causa uma infecção do ouvido médio que pode levar ao aparecimento de dores e de febre. Outras causas de dor incluem traumatismo, inflamação e infecção no canal auditivo, infecção do ouvido externo e do lóbulo da orelha e irritação dos nervos do ouvido.

 Quando uma grande quantidade de cerúmen bloqueia o ouvido, a pessoa pode sentir pressão, mas geralmente não sente dor. Nas crianças, os únicos sinais de uma infecção no ouvido podem ser a febre, a irritabilidade e o facto de a criança mexer na orelha.

 Os analgésicos de venda livre são geralmente suficientes para o controlo da dor. No entanto, se os sintomas não melhorarem em 2 a 3 dias ou se agravarem rapidamente, deve ser consultado um médico.

Leia o artigo aqui: Otalgia (dor de ouvidos)

Otalgia (dor de ouvidos)

Fonte:

Tradão e Edição de Imagem Científica:

Adaptação e validação Científica:

Dr. Tiago Villanueva


O que é?

A dor num ou em ambos os ouvidos pode ocorrer por muitas razões, algumas não relacionadas com o próprio ouvido. Quando a dor é causada por um problema otológico, a razão mais comum é uma obstrução da passagem entre o ouvido médio e a parte posterior da garganta. Esta passagem é denominada trompa de Eustáquio.

O ouvido médio é uma cavidade de pequenas dimensões, preenchida por ar, situada imediatamente atrás do tímpano, uma membrana da espessura de um papel. Normalmente, o ar entra no ouvido médio através da trompa de Eustáquio, igualando a pressão entre o ouvido médio e o ouvido externo. A trompa de Eustáquio drena igualmente o líquido do ouvido médio. Quando este tubo fica obstruído e o ar e o líquido não conseguem fluir livremente, a pressão aumenta no ouvido, causando dor.

Leia o resto deste artigo »

Otite média crónica, colesteatoma e mastoidite

Fonte: 

 

Tradão e Edição de Imagem Científica:

Adaptação Científica:

Dr. André Carvalho

Validação Científica:

Drª Luísa Monteiro

O que é?

A otite média crónica representa um conjunto de problemas do ouvido médio de evolução crónica, tais como uma perfuração do tímpano que não cicatriza ou uma infecção do ouvido médio (otite média) que não melhora ou que recidiva sucessivamente.

O ouvido médio é uma pequena câmara óssea contendo três ossos minúsculos ― o martelo, o estribo e a bigorna ― e limitada externamente pelo tímpano (ou membrana timpânica). O som é transmitido pelo tímpano e pelos ossos do ouvido médio até ao ouvido interno, onde são criados os impulsos nervosos para a audição. O ouvido médio encontra-se ligado à zona da faringe situada atrás do nariz através da trompa de Eustáquio, um canal estreito que ajuda a controlar o fluxo de ar e a pressão no interior do ouvido médio. Este último pode ficar inflamado ou infectado quando a trompa de Eustáquio fica bloqueada, por exemplo, quando uma pessoa tem uma constipação. Quando se verifica a persistência de líquido no ouvido médio, este problema é denominado otite média serosa, podendo evoluir para uma doença crónica quando a duração é superior a 3 meses.

Por vezes, uma infecção do ouvido médio pode provocar um orifício (perfuração) no tímpano. Um orifício que não cicatriza dentro de seis semanas é denominado otite média crónica. Este problema pode tomar uma de três formas:

Leia o resto deste artigo »