O que é uma Substituição Valvular?

Dr. Ângelo Nobre

Oiça, em 1 minuto, o áudio sobre Substituição Valvular, pelo Dr. Ângelo Nobre: “O que é uma Substituição Válvular?

Leia aqui o texto do áudio:

Por vezes, uma válvula cardíaca natural que não está a funcionar apropriadamente necessita de ser substituída cirurgicamente por uma prótese valvular, que é um substituto de tecido ou sintético que tem por objectivo imitar os movimentos normais de abertura e de encerramento da válvula natural. Uma prótese valvular pode substituir qualquer das quatro válvulas cardíacas ― aórtica, mitral, pulmonar e tricúspide. As próteses valvulares cardíacas são divididas em duas categorias básicas: válvulas mecânicas sintéticas e válvulas biológicas de tecido humano ou animal.

De um modo geral, as válvulas biológicas são menos duráveis do que as válvulas mecânicas, tendo uma maior probabilidade de sofrer desgaste e de necessitar de substituição. Por este motivo, as válvulas biológicas são utilizadas mais frequentemente nas pessoas com idades a partir de 65-70 anos, uma vez que a sua esperança de vida é mais baixa.

Leia ainda o artigo sobre: “O que é uma Substituição Valvular?

Anúncios

O que é a Endocardite?

Dr. Ângelo Nobre

Oiça, em 1 minuto, o áudio sobre Endocardite, pelo Dr. Ângelo Nobre: “O que é a Endocardite?”

Leia aqui o texto do áudio:

A endocardite, ou endocardite infecciosa, é uma infecção com inflamação das válvulas cardíacas e do revestimento interno das câmaras cardíacas, o endocárdio. A endocardite ocorre quando microrganismos infecciosos, tais como bactérias ou fungos, entram na corrente sanguínea e se fixam no coração. Na maior parte dos casos, estes microrganismos são estreptococos, estafilococos ou estirpes de bactérias que normalmente vivem na superfície do corpo. O microrganismo infectante entra na corrente sanguínea através de uma ferida cutânea causada por uma doença ou uma lesão da pele, um procedimento médico ou dentário ou uma picada na pele, especialmente nos consumidores de drogas endovenosas.

Dependendo da agressividade (virulência) do germe infectante, a lesão do coração causada pela endocardite pode ser rápida e grave (endocardite aguda) ou mais lenta e menos dramática (endocardite subaguda).

Leia ainda o artigo sobre Endocardite: “O que é a Endocardite?

O que é uma Substituição Valvular?

Fonte:

 

Tradão e Edição de Imagem Científica:

Adaptação Científica:

Drª.Carolina Vaz Macedo

Validação Científica:

Prof. António Vaz Carneiro

Leia o artigo aqui:

O que é?

Por vezes, uma válvula cardíaca natural que não está a funcionar apropriadamente necessita de ser substituída cirurgicamente por uma prótese valvular, que é um substituto de tecido ou sintético que tem por objectivo imitar os movimentos normais de abertura e de encerramento da válvula natural. Uma prótese valvular pode substituir qualquer das quatro válvulas cardíacas ― aórtica, mitral, pulmonar e tricúspide. As próteses valvulares cardíacas são divididas em duas categorias básicas: válvulas mecânicas sintéticas e válvulas biológicas de tecido humano ou animal.

Funcionamento das válvulas cardíacas saudáveis

Leia o resto deste artigo »

O que é a Endocardite

Fonte: 

Tradão e Edição de Imagem Científica:

Adaptação Científica:

Drª.Carolina Vaz Macedo

Validação Científica:

Prof. António Vaz Carneiro

Leia o artigo aqui:

O que é?

A endocardite, ou endocardite infecciosa, é uma infecção com inflamação das válvulas cardíacas e do revestimento interno das câmaras cardíacas, o endocárdio. A endocardite ocorre quando microrganismos infecciosos, tais como bactérias ou fungos, entram na corrente sanguínea e se fixam no coração. Na maior parte dos casos, estes microrganismos são estreptococos, estafilococos ou estirpes de bactérias que normalmente vivem na superfície do corpo. O microrganismo infectante entra na corrente sanguínea através de uma ferida cutânea causada por uma doença ou uma lesão da pele, um procedimento médico ou dentário ou uma picada na pele, especialmente nos consumidores de drogas endovenosas.

Dependendo da agressividade (virulência) do germe infectante, a lesão do coração causada pela endocardite pode ser rápida e grave (endocardite aguda) ou mais lenta e menos dramática (endocardite subaguda).

  • Endocardite aguda ― A endocardite aguda ocorre frequentemente quando uma estirpe agressiva de bactérias da pele, especialmente estafilococos, entra na circulação sanguínea e ataca uma válvula cardíaca normal, sem lesões. Quando estas bactérias começam a multiplicar-se dentro do coração podem enviar pequenos agregados de bactérias, denominados êmbolos sépticos, para a corrente sanguínea, disseminando a infecção para outros órgãos, especialmente para os rins, os pulmões e o cérebro. Os consumidores de drogas endovenosas apresentam um risco muito elevado de desenvolverem endocardite aguda devido ao facto de numerosas punções por agulhas proporcionarem a bactérias agressivas, como os estafilococos, muitas oportunidades de entrarem no sangue através das feridas da pele. A utilização de utensílios sujos para preparar e injectar as drogas aumenta o risco. Se não for tratado, este tipo de endocardite pode ser fatal em menos de seis semanas.
  • Endocardite subaguda ― Esta forma de endocardite é mais frequentemente causada por um dos estreptococos do grupo viridans (Streptococcus sanguis, mutans, mitis ou milleri) que normalmente residem na boca ou na garganta. O Streptococcus bovis ou o Streptococcus equines podem igualmente causar uma endocardite subaguda, tipicamente nos doentes que apresentam alguma forma de cancro gastrointestinal, geralmente um cancro do cólon. A endocardite subaguda tende a envolver as válvulas cardíacas que já se encontram lesadas e geralmente apresenta uma menor probabilidade de causar êmbolos sépticos do que a endocardite aguda. Se não for tratada, a endocardite bacteriana subaguda pode agravar-se durante até um ano antes de ser fatal.

Leia o resto deste artigo »

O que são Problemas das Válvulas Cardíacas?

Fonte: 

Tradução e Edição de Imagem Científica:

 

Adaptação Científica:

Drª.Carolina Vaz Macedo

Validação Científica:

Prof. António Vaz Carneiro

Veja o vídeo sobre  Insuficiência Cardíaca aqui:

Veja também o vídeo sobre Estenose Aórtica aqui:

Oiça o áudio aqui: «Problemas das válvulas cardíacas», pelo Prof. Lino Gonçalves, Cardiologia nos Hospitais da Universidade de Coimbra.

Leia o artigo aqui:

O que é?

O coração tem quatro válvulas: aórtica, mitral, tricúspide e pulmonar. Tal como as válvulas utilizadas na canalização doméstica, as válvulas cardíacas abrem para permitir que o líquido (sangue) seja bombeado para a frente e encerram para impedir o líquido de refluir para trás. As válvulas cardíacas humanas são constituídas por abas de tecido denominadas folhetos ou cúspides.

Leia o resto deste artigo »

Sopro Cardíaco

Fonte: 

Tradão e Edição de Imagem Científica:

 

Adaptação Científica:

Drª.Carolina Macedo

Validação Científica:

Prof. António Vaz Carneiro

Oiça, em 1 minuto, o áudio sobre Cardiologia pela Profª. Dulce Brito: O que é um Sopro Cardíaco?

Leia o artigo aqui:

O que é?

Um sopro cardíaco é um som anormal produzido por um fluxo de sangue turbulento no interior do coração. Um sopro tanto pode ser um som considerado fisiológico (isto é, não preocupante) como uma indicação de um problema.

Habitualmente a turbulência é normal, tratando-se de um sopro de fluxo benigno que ocorre quando o sangue flui mais rapidamente através do coração, por exemplo, numa pessoa que está ansiosa ou que acabou de fazer exercício, que tem febre alta ou que apresenta uma anemia grave. Cerca de 10% dos adultos e 30% das crianças (principalmente entre os 3 e os 7 anos de idade) apresentam um sopro inofensivo produzido por um coração normal. Este tipo de sopro é muitas vezes denominado de sopro inocente.

No entanto, um sopro cardíaco pode indicar uma anomalia estrutural de uma válvula cardíaca ou de uma câmara do coração ou pode ser devido a uma ligação anormal entre as duas partes do coração. Algumas anomalias do coração que podem produzir sopros cardíacos incluem: Leia o resto deste artigo »

O que é a Insuficiência Cardíaca?

Prof. António Vaz Carneiro

Neste vídeo, o Professor António Vaz Carneiro explica como funciona o coração e o que pode levar à insuficiência cardíaca. Esta informação não substitui o aconselhamento presencial e individualizado do seu médico assistente.

Veja aqui o vídeo: